26/09/2010

Votar no Exterior

          Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os cidadãos brasileiros residentes no exterior, maiores de dezoito anos, também devem cumprir suas obrigações eleitorais, salvo os maiores de setenta anos e os analfabetos.

          Aos que possuem domicílio eleitoral no exterior, o exercício do voto é exigido apenas nas eleições para presidente da República.

         Aqueles que, embora residindo no exterior, mantenham seu domicílio eleitoral em município brasileiro continuam obrigados a votar em todas as eleições, devendo, portanto, justificar suas ausências às urnas enquanto estiverem fora do País, a fim de permanecerem quites com a Justiça Eleitoral.

          A votação fora do território nacional é organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, com o apoio dos consulados ou missões diplomáticas em cada país.

          As seções eleitorais para o primeiro e segundo turnos de votação serão organizadas até 60 (sessenta) dias antes da eleição e funcionarão nas sedes das embaixadas, em repartições consulares ou em locais em que existam serviços do governo brasileiro.


Inscrição eleitoral no exterior


          Os brasileiros natos ou naturalizados, maiores de dezoito anos de idade, que residam no exterior devem realizar a sua inscrição eleitoral nas sedes das repartições diplomáticas brasileiras com jurisdição sobre a localidade de sua residência ou no Cartório Eleitoral do Exterior com sede em Brasília.

          Para se inscrever como eleitor o interessado deve comparecer, pessoalmente, à sede da embaixada ou da repartição consular responsável pela localidade em que reside e apresentar os seguintes documentos:
documento oficial brasileiro de identificação (passaporte, ou carteira de identidade, ou carteira de trabalho, ou certidão de nascimento ou casamento, ou instrumento público no qual conste idade e outros elementos necessários à qualificação do requerente, ou documento no qual conste a nacionalidade brasileira);
comprovante que ateste sua residência no exterior; certificado de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

          Em anos eleitorais, a inscrição só pode ser requerida até cento e cinquenta e um dias antes da data da eleição, pois ao término deste prazo o cadastro eleitoral será fechado.

          O Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE), assinado pelo alistando, juntamente com a documentação apresentada, será enviado ao Cartório Eleitoral do Exterior, com sede em Brasília, para análise. Deferida a inscrição, o título eleitoral será remetido à repartição diplomática da jurisdição do requerente, que deverá a ela comparecer para recebê-lo.

          No caso de inscrições requeridas perante o Cartório Eleitoral do Exterior, em Brasília, a emissão e entrega do título de eleitor será imediata.

          Já que estamos em cima da hora das eleições (Primeiro turno em 3/10 e Segundo 31/10) o jeito é justificar.

          A justificativa deve ser feita para cada turno, no prazo máximo de 60 dias após a data de cada votação.

         O requerimento de justificativa deverá ser encaminhado diretamente à Zona Eleitoral onde o eleitor estiver inscrito. Os endereços dos Tribunias Regionais Eleitorais de todo o Brasil poderão ser encontrados nesta página.



         Clique aqui e baixe o formulário de justificativa.

         Como estou indo pra Itália dia 24/10, na votação do primeiro turno eu terei que comparecer, agora se houver segundo turno terei que fazer minha justificativa.

         E como está difícil votar né? Não temos opções! Com tanta sujeirada, tantos candidatos bizarros, a escolha fica quase impossível! Mas, não tem outro jeito, enquanto o voto for obrigatório temos que fazer o melhor para escolher um bom candidato. O futuro do Brasil depende disso, e mesmo estando na Itália nos próximos anos, não quero ver meu país afundar ainda mais não é mesmo?

Baci.

24/09/2010

Uma etapa vencida

            Em um dos últimos posts comentei sobre a dificuldade em alugar um apartamento na Itália sem ter um holerite (Busta paga). E meu marido está nesta situação. 
          Mas graças à Deus, e à toda correria que ele fez, entre contatos, indicações, etc, conseguimos um proprietário que aceitou fazer contrato conosco,  sem a busta paga. 
           Ajudou muito o Tiago estar legal, ter cidadania, etc. Assim, vamos dar uma caução de 3 aluguéis, e mais 3 aluguéis adiantados. Sempre pagaremos aluguéis adiantados de 3 meses. Vamos desembolsar de cara uma graninha, mas vai valer a pena. Ter um lugar só nosso não tem preço. 
           O ap parece que tá um pouquinho judiado.. vamos ter que comprar algumas coisas, arrumar outras, mas pra tudo dá-se um jeito. 
             Estamos muito aliviados com isso. 
             E falta quase um mês para minha ida. 
             Já agendei no consulado o pedido do visto, falta só um documento a ser enviado para o Eresp - farei isso amanhã - e, só esperar a data da partida!
             Ansiosaaaaaaaaaaaa. Imaginem!! rs.
            
            Bem, estou numa correria por esses dias, por isso não tenho postado muito. 
            Quero agradecer ao carinho e apoio de quem tem comentado, quem tem me seguido e acompanhado   o blog desta sonhadora.
           Mille baci.


18/09/2010

Saúde na Itália

         Na Itália existe tanto a saúde pública como a privada. A medicina particular cabe apenas aqueles que optam pelo atendimento elitizado para evitar filas ou desfrutar do conforto de instalações apenas esteticamente melhores.
         Os planos de saúde não são difundidos como no Brasil, sendo utilizados apenas pelos turistas e estrangeiros pois estes não têm acesso ao sistema público.

Como funciona então a Saúde Pública?

            Cada cidadão italiano tem o seu médico generalista (médico de família, clínico general ou especialista em medicina interna). Este profissional é escolhido pelo cidadão entre os médicos que atendem perto de sua casa. Eles geralmente atendem em consultórios públicos, mas também nos postos de saúde. O cidadão tem prioridade na escolha do médico que atenda perto de sua casa. Se você já tiver algum conhecido para te recomendar um médico, pode ser até melhor. No caso do meu marido, um colega indicou, mas ele não é cidadão italiano como o meu marido, e disseram que há diferenças sim nos médicos e atendimento para quem é cidadão e para quem só tem algum tipo de permesso. Não deveria não é mesmo? Então sugeriram para ele no dia de fazer a Tessera, um médico de Cidadãos.
          A consulta com o médico de família é gratuita e feita sem marcar horário. Quando o cidadão tem necessidade ele se encaminha diretamente ao consultório do médico no seu horário de atendimento. Em casos de emergência/urgência o cidadão deve encaminhar-se ao pronto socorro.
            O atendimento no pronto socorro é gratuito para emergências ou urgências. Se não for o caso, o cidadão deve pagar um "ticket", que é uma espécie de taxa ao Estado. Este ticket varia de acordo com o atendimento e vai desde 15 a 40 euros.
As estruturas físicas que formam o sistema de saúde público italiano são: os consultórios dos médicos de família, os postos de saúde e os hospitais.
            Os internamentos são gratuitos, assim como uma eventual cirurgia.
Algumas cirurgias não são consideradas essenciais (como as cirurgias estéticas) e dessa forma não são realizadas pelo sistema público de saúde.
            Quando o médico de família achar necessário, ele encaminha o paciente a um médico especialista. E neste caso, o paciente deve pagar o "ticket".
Muitos são os casos de isenção do pagamento desta taxa. Alguns exemplos: emergência, doenças crônicas, idade acima de 65 anos, entre outros.

Onde fazer a Tessera Sanitaria?



           Ela é feita tanto nas agenzie delle entrate como nas aziende sanitarie locali – ASL.Você deverá apresentar o seu passaporte, o código fiscal, um comprovante de residência (é provável que seu contrato de locação seja suficiente) e o permesso de soggiorno válido (ou a richiesta di rilascio). Sua tessera sanitaria terá a mesma validade do seu permesso di soggiorno.

             Eu, enquanto ainda tenho um ótimo plano de saúde aqui no Brasil, estou fazendo um check up geral, antes de ir para a Itália.. Fisioterapia para o joelho, RPG, ginecologista com todos os exames de rotina, até endocrinologista pois descobri que tenho hipotireóide. Bem, depois do check up, vou preparar uma "mini-farmácia" para levar na bagagem, pois é difícil comprar medicamentos comuns sem receita médica, como fazemos aqui no Brasil. Então, até tirar a carteira de identidade, o código fiscal, e a tessera sanitária, terei meus remédinhos à disposição. Não que eu seja uma hipocondríaca...rs.. mas, é sempre bom prevenir né?

               Mille Baci.

15/09/2010

Aluguel na Itália


            Faltam 40 dias para eu me mudar para a Itália. Já tenho passagem passaporte, falta pedir o visto, falta regularizar minha profissão e meus documentos escolares no consulado e, falta o apartamento! Sim!  Pois meu marido está dividindo o ap com um casal de brasileiros. Está procurando um ap só para nós dois. Acabamos de casar e não seria muito legal estar morando com outras pessoas, estamos a um bom tempo longe um do outro, queremos estar só nós dois.

            A dificuldade é que por agência/imobiliária, eles sempre querem que comprovem renda. E não temos como fazer isso por enquanto. O trabalho do meu marido é informal, sem registro. Então fica mais difícil. A solução é negociar diretamente com o proprietário do imóvel, ou pegar um ap de alguém que esteja saindo, e negociar aluguéis adiantados, etc.

            Bem, espero que até lá dê tudo certo, tenhamos um cantinho só nosso. Senão, o jeito será dividir com alguém, temporariamente.

            Isso é muito comum na Itália. Principalmente para solteiros que vão a turismo, para reconhecer a cidadania, estudar ou trabalhar. O aluguel não é barato, além do inconveniente da documentação como comprovante de renda, como eu disse, então compensa dividir.

            Vou explicar mais ou menos aqui os tipos de contrato de aluguel na Itália, se quiserem algo mais detalhado, este link leva a um arquivo que explica tudinho.


- Contratto Libero – Duração não inferior a 4 anos, com renovação automática para mais 4. Caso precise rescindir o contrato, deve ser comunicado com 6 meses de antecedência.
- Contratto Concordato – As partes definem o canone (adiantamento) e outras cláusulas do contrato. A duração é de 3 anos, renovado para mais 2.
- Contratto Transitorio – Parecido com o Libero, com a diferença que não pode ser menor que 1 mês nem maior que 18 meses de duração.

            Como disse, é preciso ter comprovante de renda, residência e toda a documentação em ordem para fazer um contrato de aluguel.

            Bem, torcendo para que um anjo bom apareça e consigamos um lugarzinho pra gente. 
           Come ho già detto: Finché c’è vita, c’è esperanza!

11/09/2010

Trocando Brasil pela Itália

          Fiquei sumida uns dias sem postar né? Mas não deixei o blog de lado não. Estava fazendo um curso intensivo em SP de Excel pela empresa. Gente, ir para SP todos os dias de trem/metrô é puxado.. quanta gente! Um sufoco. Mas essa etapa passou. Mas, dia 20 tem outro. Vocês devem estar se perguntando: mas ela vai para a Itália logo logo e tá fazendo curso pela empresa? Pois é!
            Ainda não contei essa parte da história né?
            Vamos do início então.
            Ano passado abriram inscrições para o concurso da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), resolvi prestar, mesmo já estando com planos (ainda indefinidos, porém) de ir para a Itália. E passei! Eu estava trabalhando em um laboratório prestador de serviços em Suzano mesmo, minha cidade. As admissões demoraram um pouco, e também, eu quis escolher uma vaga próxima de casa, pois ainda estava na faculdade. Bem, assumi o cargo em abril deste ano. E nesse meio tempo, eu já tinha casado e o Tiago (meu marido) já estava na Itália, então: Eu já sabia que ia uma hora ou outra para lá também. Mas como não tinha data definida da minha ida, sabia que teria que esperar pelo menos uns 4 ou 6 meses até o Tiago arrumar toda documentação, se estabilizar, arrumar emprego, um apto pra gente,  e tal então, assumi o cargo. Mas desde o início, deixei claro para o meu gerente (muito gente boa por sinal!) que eu estava com planos de ir para a Itália, que meu marido estava lá, só não sabia exatamente quando. Ele entendeu e me apoiou, apenas disse para avisá-lo quando chegasse a hora, perto dela melhor dizendo.
            Portanto, estou na Sabesp ainda. Aproveitando cada momento, aprendendo e ensinando claro, afinal a vida é uma troca, e já avisei meu gerente que em outubro vou sair.
          Como a Sabesp é uma empresa de capital misto, pode-se tentar pedir licença do cargo, e assim vou fazer. Se não conseguir, paciência, terei que pedir a conta. A licença é de até 2 anos. Seria mais uma garantia, caso aconteça algum imprevisto na Itália, voltamos antes do esperado, etc.
            Deixar um cargo público para tocar a vida na Itália? Devem se questionar. A resposta é: Sim!!! Claro que sim. Sempre em busca dos sonhos não é mesmo???
            E o cargo que estou na Sabesp é técnico, ainda não tinha me formado na faculdade quando prestei o concurso, nem quando eu assumi o cargo. Quero muito mais que isso!! Quero viver!!!... e ficar socada numa empresa pública com a mesmice para o resto da vida não é para mim, pelo menos no momento em que estou. Lá não tem plano de carreira, então uma hora ou outra eu veria a necessidade de sair de lá mesmo, e por que não agora? A hora é agora, vamos em frente, a vida é curta.
            Ainda penso 2 vezes de pedir a licença ou não. Por um lado não queria deixar pendências no Brasil, conta aberta, coisas a receber, depois ter q voltar e pedir a conta, etc...
          Mas, não dá pra prever o futuro, sei lá, às vezes uma garantia é bom ter né? Em todo o caso, meu gerente está de férias, vou entrar com o pedido somente no dia em que ele voltar, parece que o processo é rápido, então até lá eu decido o que vou fazer mesmo.
            É isso aí!
            Acho que não falei aqui ainda, mas sou uma Viciada em Livros e, li essa semana o livro do Ricardo Magalhães “Quebra Tudo! Foi para isso que eu vim e você?”. E lá ele falou:

    “ Não interessa se eu vou tomar um tombo ou dois no meio do caminho – grandes sonhos levam anos para serem realizados; eu não sou pessoa de ter sonhos pequenos.”

            E nem eu! E estou correndo atrás do meu!

            Beijos

            Carla Guanais Branchini

06/09/2010

Dirigir na Itália

           Tá iniciada a contagem regressiva para a realização do sonho. Minha passagem está reservada e faltam 48 dias!! Mega feliz! Não vejo a hora.

            Já que estou correndo contra o tempo para deixar tudo em ordem, ir com tudo em ordem na verdade, fui hoje tirar a minha PID, Permissão Internacional para Dirigir.

            Para aqueles que têm a Carteira Nacional de Habilitação feita na cidade de São Paulo é só ir ao Detran, no site tem todas as informações necessárias. Lá é rápido, se pedir urgência sai em até 3 dias. Se você como eu, tem a CNH de uma outra cidade que não São Paulo, deve dirigir à Ciretran da sua cidade.

            E lá fui eu! Aproveitando que hoje é emenda do feriado, não trabalhei, fui logo cedo lá. Me deram as instruções para comprar a GARE (Guia Nacional de Recolhimento) e uma capa de processo, em qualquer papelaria que me custaram R$1,15. Com a GARE eu pagaria a taxa de R$180,62 no Banco do Brasil. E assim fiz. Voltei no Ciretran, com a GARE paga, a capa de processo, Xerox de um comprovante de endereço e da CNH, o requerimento que é possível baixar da internet aqui, e só. Tiraram minhas digitais e foto e vou aguardar 15 dias para retirar.

            A PID tem validade de 1 ano. Depois disso, terei que tirar a carteira de motorista da Itália, que me parece é um processo caro e chato...rsr.. mas fazer o quê. Quando eu passar por isso contarei como foi, ok?

            Até a próxima e bom feriadão a todos!

04/09/2010

Química na Itália

     2011 será o Ano Internacional da Química. Proclamado pela ONU, tendo como responsáveis pelos eventos a UNESCO e a IUPAC (União Internacional da Química Pura e Aplicada).


     O ano de 2011 é comemorativo às conquistas da química e da sua contribuição ao bem estar da humanidade. Em particular, as atividades nacionais e internacionais terão um foco na importância da química na preservação dos recursos naturais. Link da página do evento.

     Em 2011 se celebra também o centésimo aniversário da entrega do prêmio Nobel da Química para Marie Curie, uma oportunidade para comemorar a contribuição das mulheres à ciência. Uhuuuuu!!!!
     Para quem não sabe ou não se lembra, Marie Curie (nome assumido após casamento com Pierre Curie, nome de solteira Maria Skłodowska), foi uma cientista polaca e primeira pessoa a ser premiada duas vezes pelo prêmio Nobel além de primeira mulher premiada. Levou o Nobel de Física em 1903 pelas descobertas no campo da radioatividade e, em 1911, o Nobel de Química, pela descoberta dos elementos rádio e polônio. Marie morreu em 1934 de leucemia, provavelmente causada pela exposição à radiação durante seus estudos. Um ano após a morte da mãe, Irène Joliot-Curie, filha de Marie e Pierre Curie, ganhou o Nobel da Química pela descoberta da radiatividade artificial.

     São as mulheres cientistas, como eu!! Uhuuuuu

     Outra curiosidade, é que o Prêmio Nobel foi instituído por Alfred Nobel, químico sueco, inventor da dinamite.

    
     Desgostoso com o uso militar dos explosivos que criou, modificou seu testamento decidindo premiar aqueles que, no futuro, servissem ao bem da Humanidade, mais propriamente nos campos da física, química, fisiologia ou medicina, literatura e paz. Alfred Nobel deixou uma herança de 32 milhões de coroas e, em seu testamento, não deixava nenhum legado aos herdeiros diretos, mas determinava a criação de uma instituição denominada então, Fundação Nobel, esta que premia anualmente grandes nomes.

     E eu como química, pretendo estudar, exercer minha profissão na Itália, e quem sabe um dia fazer um bem pela humanidade, digno de um prêmio Nobel! kkkkkkkk

     Vou deixar aqui, links de sites importantes para os químicos que estão ou vão para a Itália, a fim de estudar, trabalhar, aprender, etc.
     Como no Brasil, os químicos na Itália têm um Conselho Nacional, no site se encontra notícias, cursos, emprego, estágio, etc.
     Há Conselhos por região também. Como vou para Milano, há o Consiglio della Lombardia.
     O site Chimica una buona scelta é muito legal, tudo que envolve a química, cursos, universidades, trabalho, etc.
     O Federchimica, é um site da Federazione Nazionale dell'Industria Chimica. Artigos, eventos, estágios, empregos, cursos, etc. Uma associação das indústrias químicas italianas, ótimo para se interar e procurar emprego.
    E por último, um site de busca por tudo que envolve a química na Itália, conselhos, órgãos, universidades, centros de pesquisa, etc. É o Chemistry in Italy.
 
     Por enquanto é isso aí! Quando eu já estiver lá, se Deus quiser, trabalhando na área e estudando também, contarei muitas coisas por aqui.
     Finché c'è vita, c'è speranza.
     Mille baci.
 

02/09/2010

Universidades Italianas - Busca

     Bem, como já dito, uma parte do sonho é estudar na Itália. Como já tenho nível superior concluído no Brasil, estou a procura de cursos de pós-graduação (post-laurea).
     Como procurar?
     A melhor procura é diretamente nos sites das universidades. Porém, há sites que reúnem todos os sites de universidades, e aí fica mais fácil encontrar curso, região de interesse.
     Vejamos alguns deles:

- Università Italiane  – Este é o mais interessante na minha opinião. Pois se você já sabe aonde você vai, qual região, qual província, então fica muito mais fácil. Clicando na região, aparecem as províncias que possuem universidades e, clicando nelas, aparecem as universidades, os links para sites e tal. Quando se clica na universidade de interesse, aparecem todos os cursos que lá são ministrados. Ou seja, não é preciso perder tempo entrando num site de uma universidade que não tem o curso que você deseja. Daí é meio caminho andado.

- Cerca Università  - Neste se consegue pesquisar por área de interesse, tipo de curso, cidade, etc. É tipo um site de busca de universidades.

- EMagister  – é um site de busca por cursos de laurea, post-laurea em geral, concursos, etc. Só é preciso ficar atento, pois muitos dos cursos que aparecem já não existem, são antigos, por isso, o melhor é ver qual interessa e procurar na universidade indicada. No site da universidade ver quando é a publicação do bando, etc.

- Cestor  - Pelo Cestor, se encontra o link direto para a universidade, separado por região.

- Miur  - Encontra as universidades (atenei – que faz um link para o Cestor) além de muitas outras informações.

- Wikipedia.it  – Aqui se encontra listas de universidades divididas por região, indica quais as estatais, quais as particulares, etc.

     As universidades sempre atendem emails, por isso, se você escreve bem em italiano, não hesite em escrever e tirar dúvidas, eles respondem bem atenciosamente, desde que sua pergunta não seja muito óbvia, possível de encontrar resposta fácil e diretamente pelo site.

     Boa procura e boa sorte!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...