31/10/2010

Enfim sonhando acordada!

        Amanhã faz uma semana que cheguei na Itália. E é maravilhoso estar aqui. É maravilhoso poder estar de novo com meu marido, na nossa casa, nos curtindo e curtindo a nova morada. Confesso que demorei para escrever o primeiro post não porque me falta inspiração, mas porque tenho inspirações demais e por isso, sem saber por onde começar! hahaha
          E finalmente pude tirar o avião como plano de fundo do blog e colocar uma imagem italiana... por enquanto uma imagem da cidade em que moro.
      Tudo, cada pedacinho daqui vem me deixando admirada.. a paisagem, as árvores (e como aqui é arborizado), as folhas caídas do outono, as construções, a vida e rotina dos italianos, as vitrines das lojas, os preços e as variedades no supermercado... ai ai ai.. tante cose!
          Pra começar, vou falar da cidade que estou morando: Senago.
        Senago é um comune da província de Milão, na Lombardia, com cerca de 19 mil habitantes em 8,63 km².
          Fica a cerca de 15 km da capital da província, Milão.


          É uma cidade tranquila, de origem romana, e faz parte do Consorzio Parco delle Groane, uma grande área verde protegida de 3400 hectares que compreende 17 comunes da região noroeste de Milão, e na qual se tem elementos histórico-artístico, como Castelos e Villas.
         Na parte pertencente a Senago, há a Villa Borromeo, construída em 1630 pelo cardeal Federico Borromeo, e em 1982 foi adquirida por uma fundação e funciona até então como museu, centro de estudo e seminários culturais.


         Ainda não fui, mas com certeza irei conhecer, é do ladinho de casa! No site do parque há maiores informações.
         Outra coisa que me deixou feliz aqui é a preocupação com a coleta seletiva.
         É tudo bem organizado, a cidade é dividida por regiões, e para cada região há dias específicos para a coleta de lixo orgânico, plásticos e papéis, vidros e latas, objetos em geral, etc.. São 9 categorias, e tudo é bem explicado para se saber o que pode e o que não pode, em qual tipo de saco de lixo deve ser descartado, dia , etc.. vejam aqui. No começo fiquei meio confusa, mas já estou me habituando a separar cada lixo no seu devido saco. No Brasil eu já separava, mas iam para os catadores e depois disso sabe-se lá pra onde, muitos pegavam só o que queriam e jogavam o que não lhes servia em terrenos baldios ou na rua mesmo, um horror.


         A limpeza aqui impressiona. Até em Milão que é abarrotada de turistas há muitas lixeiras e pessoas responsáveis pelo lixo, pegando qualquer papelzinho que um "porquildo" possa ter jogado no chão.
         Allora, por enquanto tenho visto mais coisas positivas do que negativas, para citar algumas negativas é que os italianos fumam muito, trabalham pouco - sim, à tarde por exemplo, não se encontra nada aberto no centro de Senago, nem mercado!! hahaha. Não gostei da água, são pesadas e com gosto, mesmo as minerais. E o que mais?? hummmmm.. não sei. Mas assim que eu souber vou contando para vocês. 
          Por enquanto é isso. 
          Logo logo mais novidades, baci!
      

      

28/10/2010

Despedidas - final

         Estou há 3 dias na Itália. Mais precisamente em Senago, província de Milão, na Região da Lombardia. Muito feliz de estar novamente com meu marido, Tiago, de estar tendo finalmente uma vida de casada, e dando uma de dona de casa por enquanto.
          Antes de começar  a contar sobre aqui, como é estar aqui e como são as coisas, ao meu ver, quero terminar de falar sobre as despedidas no Brasil.
          Na noite anterior à viagem, fui jantar na casa dos meus sogros, Diná e Oziel, juntamente com meu cunhado Júlio e a namorada Andressa. 



           No dia seguinte, domingo dia 24 de outubro, o grande dia! Eu, ansiosíssima, ficava contando as horas, os minutos e os segundos para que toda aquela pressão, ansiedade, aflição acabassem. No aeroporto, tive o apoio e companhia dos meus sogros e família... achei que poderia acabar sendo uma despedida triste, mas foi tranquilo... choramos claro, mas todos estavam muito feliz porque me viam feliz. E eu não via a hora de chegar na minha nova casa...


  
         No check-in da Tam, passei um sufoco! Não por documentos claro, pois quando pegaram meu passaporte com o Visto, logo falaram: "Você mora na Itália, né?". E eu: sim, moro. Hahaha... como é bom! O sufoco foi com o peso das malas. Em casa eu usei a balancinha da Diná, para ter uma idéia de peso, sabia que talvez passasse os 32 kg, mas rezei para que a balança deles pesasse um pouquinho pra menos...rsrsrs. 
Mas, na realidade, tive que tirar 2 quilos de cada mala. Tirei casacos, e uma colcha de cama que ganhei de presente. Pendurei a colcha no cabide do casaco, e entrei com eles na mão. Fora 1 casaco que já estava levando. Tinha também 2 tornozeleiras de pesinho, sabem? De academia. É para meus exercícios fisioterapêuticos que tenho que continuar fazendo, para os joelhos. Acabei colocando na mala de mão, esta que deveria ter no máximo 5 kg, a minha tinha mais de 10 mas eles nem pesaram.. ainda bem! Ufa, consegui trazer tudo o que queria! E deu tudo certo!



         A viagem foi cansativa, a hora não passava nunca! Nem a telinha com filmes, etc, não me fez esquecer do tempo. As turbulências me deixaram com um pouquinho de medo, mas no fim deu tudo certo!
         E aqui estou eu! 
         Logo logo posto novidades! 
         Baci!

23/10/2010

Despedidas - parte 2

         Falta muito pouco agora. E esses últimos dias estou me dedicando aos últimos preparativos e às despedidas.
         Na quinta fui para Mogi resolver umas coisas, entre elas comprar euro, que estava carinho por sinal: R$ 2,52  e fui almoçar com o Guilherme Mello, amigo da facul pelo qual tenho muito carinho. Comemos comidinha da vovó e colocamos o papo em dia, além da despedida é claro.


           Ontem, me despedi do pessoal da empresa na qual trabalhei antes da Sabesp, a Infoágua. Me despedi de todos, Cidinha que eu adoro chorou.. e eu me segurei, rs. Adoro a todos, foi um lugar em que adorei trabalhar e guardo todos no coração. Murilo tava lá e deu para nos despedirmos.



        
          À tarde, fui com a Diná, minha sogra, visitar seus familiares em Santo André. Me despedi do Marcelo, Elaine, Bruno e Louise, mas acabamos não tirando foto juntos. Só quando fomos na casa da D. Iracema, avó do Tiago, é quem tirei uma foto com a linda Louise.


           Logo mais na casa da Cláudia, aproveitando e comemorando o aniversário de 3 aninhos da linda Mariah, conheci o mais novo integrante da família, o Ian.




         Lindo né?
         À noite, já em Suzano, fui encontrar com meus pais, meu sobrinho Fernando, tia Fifita, Tio Dante, Keca, tia Beth, Nataly e tio Raul. Fomos comer pizza! Em homenagem à minha nova morada, e uma despedida da pizza brasileira. 







         Por enquanto nada de choro.. só sorrisos... alegria. Tirando à tarde a Cláudia que quase me fez chorar. Acho que só no aeroporto será mais difícil.. mas a gente supera né? 
         O legal é sentir o apoio de todos, incentivo, alegria, e todos os votos de felicidade. Sentirei saudades, mas logo vão me visitar, eu venho, e tudo fica tudo bem né?
         Família, amo vocês.
         Beijos a todos.
         Hoje ainda tem mais despedidas! E amanhã, embarcando para a Itália. Não vendo a hora de estar com meu maridinho.

21/10/2010

Bagagem, o que é permitido levar?

              Faltam apenas 3 dias para meu embarque! E as dúvidas sempre surgem, claro. Principalmente para uma "marinheira de primeira viagem"! O que levar? O que é permitido? 
          Por isso, nada melhor que o órgão competente para deixar isso claro. Então, no site da Anac, é possível baixar o Guia Anac, Informações ao passageiro de transporte aéreo. Com todos os direitos e deveres de um passageiro aéreo. 
             Coloco aqui os pontos mais relevantes a respeito de bagagens.

A Bagagem de Mão 

          A bagagem de mão é adequada para transportar objetos de uso pessoal (laptops, documentos, aparelhos celulares, dinheiro, etc.), cabendo ao passageiro a responsabilidade pelo seu transporte. 
           A bagagem de mão não poderá ultrapassar 115 cm, na soma de suas dimensões (comprimento, largura e altura) nem ter peso superior a 5 Kg, conforme determina a Portaria nº 676/GC5. Por razões de segurança, os itens abaixo não podem ser transportados nas bagagens de mão: 
• arma, ou réplica de qualquer tipo;
• objetos pontiagudos, cortantes ou de ponta arredondada, que possam ser usados para causar ferimentos;
• substâncias explosivas ou inflamáveis, químicas ou tóxicas que possam colocar em risco a integridade física dos passageiros e tripulantes ou a segurança da aeronave. 
             Os itens abaixo, por outro lado, podem ser transportados nos vôos domésticos, desde que não seja utilizado salão de embarque destinado a vôos internacionais: 
• bebidas alcoólicas, com limite máximo de 5 volumes de até um litro cada, por passageiro, devidamente lacrados e de teor alcoólico inferior a 70%; 
• equipamentos eletrônicos em geral, tais como laptops, máquinas digitais, aparelhos celulares, etc.;
• sprays, desde que de uso médico ou de higiene pessoal, em frascos de até 500 mL ou 500 g (no máximo 4 unidades por passageiro); 
• aparelhos de barbear, tesouras arredondadas com comprimento inferior a 6 cm, lixa de unha metálica com comprimento inferior a 6 cm, sem ponta perfurante ou aresta cortante; 
• lapiseiras e canetas tinteiro de comprimento inferior a 15 cm;
• isqueiro com gás ou fluido, na quantidade máxima de uma unidade por pessoa.
        Em vôos internacionais, alguns desses itens não são permitidos, visto que dependem das normas vigentes no país de destino. Portanto, é necessário consultar a empresa aérea antes do embarque. 
          Há, ainda, restrições adicionais para transporte de líquidos na bagagem de mão em vôos internacionais ou vôos domésticos que utilizem o salão de embarque para vôos internacionais, conforme Resolução ANAC nº 007, de 28 de fevereiro de 2007, quais sejam: 
• todos os líquidos devem ser conduzidos em frascos com capacidade de até 100 ml, devendo ser colocados em embalagem plástica transparente vedada, com capacidade máxima de 1 litro, não excedendo as dimensões de 20 X 20 cm; 
• líquidos conduzidos em frascos acima de 100 mL não podem ser transportados, mesmo se o frasco estiver parcialmente cheio; 
• os frascos devem ser acondicionados adequadamente (com folga), dentro da embalagem plástica transparente, completamente vedada; 
• a embalagem plástica deve ser apresentada para inspeção visual no ponto de inspeção de embarque de passageiros, sendo permitida somente uma embalagem plástica por passageiro; 
• medicamentos com a devida prescrição médica, alimentação de bebês e líquidos de dietas especiais, podem ser transportados desde que na quantidade necessária a ser utilizada no período total de vôo, incluindo eventuais escalas, e sejam apresentados no momento da inspeção; 
• os líquidos adquiridos em free shops ou a bordo de aeronaves podem exceder o limite estipulado acima, desde que dispostos em embalagens plásticas seladas e com o recibo de compra à mostra, com data do início do vôo, para passageiros que embarcam ou em conexão. 

Importante:

- não há garantia de aceitação da embalagem selada por estados estrangeiros, no caso de conexão em seus aeroportos. A empresa aérea deve, portanto, no momento do check-in, informar ao passageiro que se encontre nesta situação, sobre a possibilidade ou não de retenção de seu produto por autoridades estrangeiras; 

- para facilitar as inspeções de segurança, as embalagens plásticas, contendo os frascos com líquidos, devem ser apresentadas separadamente da bagagem de mão do passageiro, bem como dos paletós, jaquetas e laptops, para a inspeção nos equipamentos de Raios X; 

- nos aeroportos brasileiros, a implantação deste tipo de medida é de responsabilidade das administrações aeroportuárias, nos canais de inspeção de passageiros embarcando em vôos internacionais; 

- as empresas aéreas e agências de viagens são responsáveis pela divulgação destas orientações aos passageiros no ato da aquisição do bilhete de passagem, bem como durante os procedimentos de despacho; 

- estas medidas são de aplicação compulsória para todos os passageiros que embarquem em vôos internacionais, em suas etapas domésticas ou que necessitem utilizar o salão de embarque destinado a vôos internacionais; 

- somente é permitida uma embalagem por passageiro e embalagens adicionais devem ser colocadas na bagagem despachada. 

A Bagagem Despachada

        É importante ressaltar que os itens proibidos para transporte na bagagem de mão podem, em sua maioria, ser acondicionados na bagagem despachada. 
      Entretanto, alguns materiais não podem ser transportados, mesmo na bagagem despachada, pois requerem procedimentos especializados para o seu transporte e são qualificados como carga. Entre eles, destacam-seos produtos químicos, explosivos, materiais inflamáveis, infecciosos ou radioativos, dentre outros (art. 48 da Portaria nº 676/GC5). 
        Alguns itens, por outro lado, por motivo de segurança, não podem ser levados como bagagem de mão e devem ser acondicionados na bagagem a ser despachada: 
• armas de fogo devem ser declaradas ao agente no check-in, com duas horas de antecedência em relação ao horário do vôo, acompanhadas da respectiva documentação e autorização, preferencialmente da Polícia Federal. A arma de fogo deve estar desmuniciada; 
• objetos pontiagudos ou cortantes;
• instrumentos de ponta arredondada, barra metálica ou similar (martelos, alicates, tacos de bilhar, panela de pressão, cassetetes, etc.). 
         Alguns itens somente são transportados em aeronaves como carga aérea devidamente embalada. São eles:
• substâncias explosivas ou inflamáveis;
• substâncias químicas e tóxicas;
• material cujo campo magnético seja suficiente para interferir nos equipamentos das aeronaves.
      Algumas empresas aéreas têm restrições para transportar, na bagagem despachada, alguns tipos de materiais esportivos (bicicletas, pranchas de surf, vara de pesca, etc.). Nesses casos, o passageiro deverá observar o contrato de transporte ou consultar a empresa aérea com antecedência. 
       Em caso de dúvida sobre algum item a ser transportado, o passageiro deverá consultar a empresa aérea. 

O Extravio de Bagagem 

Caso ocorra extravio ou avaria em sua bagagem, o passageiro deve adotar os seguintes procedimentos:

• procurar a empresa aérea ainda na sala de desembarque e preencher o Registro de Irregularidade de Bagagem RIB; é necessária a apresentação do comprovante de despacho da bagagem, visto ser a prova do contrato de transporte da sua bagagem; 

• no caso de avaria, o passageiro deve procurar a empresa aérea para relatar o fato, preferencialmente, no ato de seu desembarque, ou até sete dias após, nos termos do § 2º, do art. 244, do CBAer; 

• se a empresa aérea se recusar a preencher o RIB, o passageiro deve dirigir-se aos Postos de Serviços da ANAC, preferencialmente o do aeroporto onde o fato ocorreu, e registrar sua reclamação, que poderá resultar em autuação da empresa aérea. 

      A bagagem poderá permanecer na condição de extraviada por um período máximo de 30 dias. Após esse período, a empresa deverá indenizar o passageiro. Caso seja localizada pela companhia aérea, a bagagem deverá ser restituída ao passageiro em seu local de origem ou de destino, de acordo com o endereço fornecido. 

Atenção:
    Presume-se que a bagagem foi recebida em bom estado se, após sete dias do seu recebimento, o passageiro não registrar reclamação. 

Importante:
     Os procedimentos ora especificados não afastam a possibilidade de serem reivindicados outros direitos, eventualmente resguardados pela legislação de proteção e defesa do consumidor, perante os órgãos competentes.

         Então é isso! Levando remédios na mala despachada, na bagagem de mão somente o que estou tomando com hora marcada, com receita em mãos. 
             Torcendo para que caiba tudo sem ter excesso de bagagem..hahahaha...
             Mais despedidar por virem, nesses 3 dias restantes no Brasil!
             E dá-lhe lágrimas!
            Até mais!

19/10/2010

Despedidas

         Bem, faltam 5 dias para eu embarcar para a Itália, com vôo para Milano, chegar no meu apartamento em Senago- MI, maridinho esperando... tudo de bom!
         As despedidas do Brasil têm acontecido de forma calorosa, com muitos votos de boa sorte, felicidade, etc. Vão deixar saudades, e muita. Mas com a certeza que foram depositadas ótimas energias, e com elas é que enfrentarei a saudade, a distância.
         Teve despedida do trabalho, na Sabesp. Todos foram muito legais comigo, teve festinha surpresa, flores, fotos, votos de sucesso.


           Depois teve a despedida com a turma da facul, como sempre, não conseguimos reunir todo mundo, mas agradeço a todos.


         Bem, família a gente evita despedidas, rs... Sentirei saudades de todos, muito. Mas estarão no meu coração, na minha cabeça sempre. E, o apoio que vem de todos é o que me deixará mais forte!
         Eu e mais 9 primas, sendo 1 irmã, ficamos semanas decidindo uma tattoo para fazermos simbolizando a união, simbolizando a família, uma tattoo de primas. Enfim saiu a primeira, e fui eu! Afinal vou embora, e queria fazer ainda aqui no Brasil. Espero que quando todas estiverem já tatuadas, possamos tirar uma foto juntas, as 10 com a tattoo de primas, uma árvore, cada uma com sua característica, mas a mesma base, a mesma raiz né? Pena que ainda não tenho foto com todas! Mas assim que tiver, coloco aqui!

        
          Muitos amigos não conseguirei me despedir... mas graças à internet conseguiremos manter contato. E aguardo uma visita na minha nova morada, ok?
           Já estou arrumando as malas, desesperada por achar que não vai dar para levar tudo o que gostaria, mas confiante que tudo dará certo!
          

12/10/2010

Lettere a Giulietta - Verona



         Baixei e assisti ao filme “Cartas para Julieta”, no filme, Sophie (Amanda Seyfried) trabalha como checadora na redação da revista The New Yorker e busca uma oportunidade para mostrar seu talento também como escritora. Ela e seu noivo Victor (Gael García Bernal), um cheff, viajam para Verona para uma pré Lua de Mel. Uma vez na Itália, a jovem americana encontra as Secretárias de Julieta, senhoras que respondem as cartas de mulheres apaixonadas. Abre-se, então, um mundo extremamente romântico, onde o amor sempre volta, mesmo que tenha se passado mais de 50 anos.




        Romântica como sou, chorei até! História comovente, roteiro com fórmula certeira, claro. Mas me interessei principalmente por ser passado na Itália, percorrendo Verona, Siena e outras lindas cidades e pelo fato das cartas deixadas na casa da Julieta, e fui procurar saber se isso realmente ocorre.

        Encontrei o site “Il club di Giulietta”, este que é um grupo de voluntários que promove espetáculos, atividades em nome da heroína de Shakespeare. E, como no filme, existem as secretárias, que respondem às cartas enviadas por pessoas apaixonadas, pedindo conselhos à Julieta.

         Na casa de Julieta, em Verona, há uma exposição permanente destas cartas escritas desde a década de 30. E desde 1993, anualmente, ocorre um concurso elegendo a carta mais bonita, é o prêmio “Cara Giulietta”. Muito interessante né?


         Existe uma estátua de bronze da Julieta, e segundo a lenda, para encontrar o amor verdadeiro as mulheres devem passar a mão no seio direito da estátua.




         Com certeza, Verona está no meu roteiro de viagem, e claro, vou escrever uma carta para Julieta. E passar a mão no seio direito dela, agradecendo pelo amor verdadeiro. hahaha. E eu ficaria fora dessa? rs

         La casa di Giulietta funciona todos os dias. Há cobrança de ingresso para a visita no interior da casa, mas todo 1º domingo de cada mês, a entrada é apenas 1 Euro. Mais informações no site da comune di Verona pelo link.

           E, faltam praticamente 11 dias! Cada dia mais ansiosa.... imaginam?

05/10/2010

Nova Lei de Bagagens

      Entrou em vigor a nova lei de bagagens, no dia 1º de outubro deste ano. A nova legislação facilita principalmente a entrada de objetos de uso pessoal nas alfândegas do Brasil. No site da Receita Federal, pelo link, tem todas as informações por meio de tira-dúvidas. Coloco aqui as mais relevantes na minha opinião:

1.1. O que se entende por bagagem? 
– A bagagem é constituída pelo conjunto de bens novos ou usados que um viajante, em compatibilidade com as circunstâncias de sua viagem, possa destinar para seu uso ou consumo pessoal, bem como para presentear, sempre que pela sua quantidade, natureza ou variedade, não permitam presumir importação ou exportação com fins comerciais ou industriais. 
- Exemplos: roupas, calçados, óculos, perfumes, relógio, máquina fotográfica, telefone celular, brinquedos, aparelhos eletrônicos, utensílios domésticos, objetos de decoração, equipamentos para a prática de esportes ou para atividades profissionais, entre outros. 

1.2. Quais os bens que não podem ser trazidos como bagagem? 
- Não se enquadram no conceito de bagagem os veículos automotores em geral, motocicletas, motonetas, bicicletas com motor, motores para embarcação, motos aquáticas e similares, casas rodantes (motor homes), aeronaves (inclusive asa delta e para-pente) e embarcações de todo tipo (inclusive barcos infláveis e caiaques). 
- As partes e peças de tais bens (por exemplo, rodas, pneus, bancos, volantes esportivos ou não, buzinas, faróis xenon) também não são enquadráveis como bagagem. 
- Entretanto, deve-se alertar que é possível trazer como bagagem veículos de brinquedo próprios para serem conduzidos por crianças (abaixo de 50 cc), e acessórios para veículos. 

1.3. O que se entende por bens de uso ou consumo pessoal? 
- Bens de uso ou consumo pessoal são os artigos de vestuário, higiene e demais bens de caráter manifestamente pessoal, em natureza e quantidade compatíveis com as circunstâncias da viagem. 
- Cabe esclarecer que são bens de caráter manifestamente pessoal aqueles que o viajante possa necessitar para uso próprio, considerando as circunstâncias da viagem e a sua condição física, bem como os bens portáteis destinados a atividades profissionais a serem executadas durante a viagem, excluídos máquinas e aparelhos que requeiram alguma instalação para seu uso (assim entendidos, por exemplo, um computador de mesa, um aparelho de ar condicionado, ou um projetor de vídeo) e máquinas filmadoras e computadores pessoais. 
- Uma máquina fotográfica (ainda que possua função “filmadora”), um relógio de pulso, um telefone celular (inclusive smartphone), um aparelho reprodutor de áudio/vídeo portátil, ou pendrive, usados, por exemplo, estão abrangidos pelo conceito de bens de caráter manifestamente pessoal. 

1.4. Qual a diferença entre bens de viajante, bagagem e bens de uso ou consumo pessoal? 
- Um viajante pode trazer para o País quaisquer bens permitidos, incluídos ou não no conceito de bagagem. Caso traga, por exemplo, peças de veículos (excluídas do conceito), pode importá-las mediante um despacho comum de importação. Os bens de uso ou consumo pessoal correspondem a uma parcela de bagagem isenta de tributação. 

1.7. O viajante poderá trazer do exterior um aparelho de GPS (navegador) e um aparelho automotivo para reprodução de CD/DVD/MP3, realizando o despacho com o tratamento tributário e aduaneiro aplicáveis à bagagem de viajantes? 
- Sim. Apesar de não constituírem bens de uso ou consumo pessoal, os acessórios, assim entendidos os itens que não são necessários para o funcionamento normal do veículo automotivo, constituem bagagem (ao contrário das partes e peças) e por esta razão podem ser desembaraçados com isenção dos tributos incidentes sobre a importação de bagagem de viajantes, desde que respeitados os limites quantitativos e de valor estabelecidos no art. 7ºda Portaria MF nº440/2010, regulamentado pelo artigo 33 da Instrução Normativa RFB nº1.059/2010. 
- Além dos bens citados na pergunta, podem ainda, por exemplo, ser classificados como acessórios as antenas, os alto-falantes e os módulos de potência para som automotivo. 

1.9. Além de uma máquina fotográfica, um relógio, e um telefone celular, um viajante pode trazer sob o conceito de bens de caráter manifestamente pessoal outros bens usados (por exemplo, um óculos esportivo, uma pulseira de ouro, um par de brincos e um colar de brilhante)? 
- Sim, se forem compatíveis com as circunstâncias da viagem. A lista de bens contida no §1ºdo art. 2ºda Instrução Normativa RFB nº1.059/2010 é exemplificativa. 
- Cabe destacar que poderá ser exigida a comprovação da compatibilidade com as circunstâncias da viagem, tendo em vista, entre outras variáveis, o tempo de permanência no exterior. 

1.13. O que deve fazer o viajante quando estiver retornando do exterior portando bens em quantidade acima dos limites permitidos ou bens que não se enquadrem no conceito de bagagem? 
- O viajante deve dirigir-se ao canal "bens a declarar“ ou apresentar-se à fiscalização aduaneira. A mercadoria então ficará armazenada para fins de despacho aduaneiro mediante importação comum, com todas as regras a ela inerentes. 

3.1. Como é a tributação da bagagem? 
- Os bens de uso e consumo pessoal, e livros, folhetos e periódicos são isentos de tributos;
- As unidades excedentes aos limites quantitativos serão armazenadas para despacho comum de importação (mediante tributação comum, utilizando-se, por exemplo, as alíquotas constantes da Tarifa Externa Comum do MERCOSUL para o cálculo do imposto de importação); 
- Os bens em quantidades que não excedam aos limites quantitativos serão tributados a uma alíquota única de 50% (Regime de Tributação Especial), aplicada sobre o valor global que exceda o limite estabelecido para a via de transporte (US$ 500,00, para viajante que ingresse no País por via aérea ou marítima; e US$ 300,00, para via terrestre, fluvial ou lacustre). 

7.2. O brasileiro que estiver retornando ao País depois de residir por mais de um ano no exterior tem direito a alguma isenção de caráter especial? 
– Sim. Os brasileiros que retornem ao País, provenientes do exterior, depois de lá residirem há mais de 1 (um) ano, terão isenção de tributos, observadas as condições do art. 35 da Instrução Normativa RFB no1.059/2010, para os seguintes bens, novos ou usados: 
- móveis e outros bens de uso doméstico; e 
- ferramentas, máquinas, aparelhos e instrumentos necessários ao exercício de sua profissão, arte ou ofício, individualmente considerado.

        É isso aí! 
        Mille baci. E a contagem regressiva continua, faltam 19 dias!!!

02/10/2010

Direito à Saúde

            Eu havia falado num post sobre como funciona o sistema de saúde na Itália, sobre como tirar a Tessera Sanitária, mas não falei que é preciso ir daqui do Brasil com um documento que dê direito à  Assistência Médica  Pois, todas as pessoas devem possuir uma seguridade médica para conseguir o "permesso di soggiorno" .
         Existem basicamente 2 tipos possíveis: o acordo bilateral Brasil - Itália (IB2) e um seguro privado INA ASSITALIA. Os dois dão direito à utilização do sistema emergencial de saúde, ou seja, pronto-socorros em caso de emergência.
        O Ministério da Saúde emite um certificado reconhecido em acordo firmado com diversos países, entre eles a Itália, chamado CDAM – Certificado de Direito a Assistência Médica. Com o CDAM, é possível obter o IB2. Vejam informações no site.
             Para conseguir o CDAM / IB2 é necessário ser contribuinte do INSS no Brasil por no mínimo 1 mes (informação a ser verificada anualmente, pois podem haver mudanças).
            Como estudantes, por exemplo, pode-se pagar a primeira contribuição. Para o cadastro no INSS, primeiramente é necessário ter um número da previdência social (INSS). Isso pode ser feito online no site ou pelo telefone 0800 780 01 91 tendo em mãos as seguintes informações:

Nome completo
Data de nascimento
- Nome do pai
Nome da mãe
Número do CPF e RG
Carteira de trabalho – número e série (no caso de enquadramento de autônomo)
Número do título de eleitor
Endereço e CEP

         Para conseguir o IB2,  deve-se dirigir pessoalmente até a unidade descentralizada do SUS, no endereço (em São Paulo):

Av. Nove de Julho, 611 – 2º andar – sala 202
Horário de atendimento: 8h00 às 13h00
Tel. 3241.2197
Prazo para retirada: 3 dias úteis

Portanto os seguintes documentos:

_ RG - cópia e original
_ CPF - cópia e original
_ Passagem – cópia e original
_ Passaporte – original e cópia do passaporte, da parte com número e o nome da pessoa (4 primeiras páginas)
_ Comprovante de residência – cópia e original
_ GRPS – da última contribuição – cópia e original
_ Declaração dizendo quanto tempo vai ficar no exterior.

         Para a obtenção do INA ASSITALIA, quando chegar à Itália, vá à agência do INA ASSITALIA mais próxima e pegue o valor correto para sua situação e a conta para o depósito nos correios (Poste italiane). O valor para um ano é de cerca de 99,00, sendo que no ano seguinte, quando da renovação do Permesso di Soggiorno, deverá ser pago novamente.
         A escolha entre o INA ASSITALIA e o IB2 é puramente preferencial, pois os dois dão a mesma cobertura, e quase pelo mesmo preço. Relembrando que, o valor pago para o IB2 conta como contribuição para o INSS, logo, esse valor não será perdido.
         
         Estou indo na segunda feira tirar meu visto no consulado e vou aproveitar e tirar minha CDAM, aproveitar que ainda estou trabalhando e já recolho o INSS.
          Até mais!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...