31/08/2012

Coperto. Che cos'è???

A pedidos de Diogo e Fernando, que estão aqui na Itália tirando a Cidadania Italiana com o Benvenuti, depois de passar raiva no restaurante e ver na conta o "maldito" coperto, vou esclarecer aqui no blog!

Mas então, o que é o "Coperto"?????

Segundo o nosso amigo Wikipedia, o Coperto é o pagamento pelo espaço (uso da mesa), toalha, pratos e talheres, copos, e tudo aquilo que vem predisposto para uso do cliente. Muitas vezes pode compreender também algum "mimo" servido antes, como pãozinho, etc. 
Mas não é só isso! 
O Coperto também compreende a tipologia qualitativa do serviço oferecido, a particularidade do restaurante, o profissionalismo do pessoal e outros serviços não especificados na conta.
O pagamento do Coperto nos restaurantes nasceu na Idade Média, quando muitas pessoas usufruíam dos locais para consumir a própria comida, sobretudo na estação fria e nos dias de tempo ruim. Os restaurantes, portanto, não podendo vender a sua comida para essas pessoas, faziam pagar o serviço pelo "posto coberto" (utilizado) -  daí o nome, coperto -  e, muitas vezes também pelos talheres e pratos utilizados.



Não são todos os restaurantes que cobram o Coperto.
A região de "Lazio" por exemplo, colocou em prática uma Lei que proíbe a cobrança do Coperto. Que qualquer valor a mais que possa ser cobrado por serviço (como o do garçom) deve vir expresso claramente no Menu, já para conhecimento do cliente, para não haver nenhuma surpresa né?
Mas muitos proprietários não respeitam a tal Lei, cabe então aos clientes fazer valer, se recusando a pagar a taxa. 

La legge in questione è la legge regionale numero 21, datata 29 novembre 2006 in cui all'articolo 16 comma 3 si legge: "Qualora il servizio di somministrazione sia effettuato al tavolo, la tabella od il listino dei prezzi deve essere posto a disposizione dei clienti prima dell'ordinazione e deve indicare l'eventuale componente del servizio con modalità tali da rendere il prezzo chiaramente e facilmente comprensibile al pubblico. E' inoltre fatto divieto di applicare costi aggiuntivi per il coperto".

O Coperto gira em torno de 2 euros.
Até em bar, se você vai tomar um café e se senta à mesa para ser servido, o Coperto pode vir a ser cobrado! Daí, a taxa sai mais cara que o café! Hahaha!

É isso aí!
Baci a tutti!

29/08/2012

Táxi em Milão - preços

Táxi em italiano é Taxi.
São comuns nas grandes cidades, nas pequenas quase não são vistos.
São brancos, mas existe um projeto em Milão para 2013, mudarem a frota para modelos padrões, vejam fotos abaixo.



Existem pontos de táxi espalhados pela cidade, pode parar um que está andando ou então, perguntar em qualquer bar, eles sempre têm um taxista de confiança para indicar.

Os preços são:

Taxa inicial   -  dias úteis diurno (feriale) : 3,20
                    - diurno fim de semana ou feriado (festivo): 5,20
                    - noturno : 6,20

Taxa por km rodado: 1,03
Taxa por hora: 26,86 euros 

Para quem parte dos aeroportos Malpensa, Linate ou Orio al Serio (Bergamo), a taxa inicial é de 12,50.
Taxas "fixas" para corridas partindo dos aeroportos foram estipuladas, já para ter uma ideia do gasto (reparem que é "a partir de").



Exitem algumas exceções nas taxas, como :
- Quando o taxímetro atinge um teto de 13,97 euros, a taxa por quilômetro sobe para 1,59, e o custo horário vai para 41,64 euros.
- Quando o táxi percorre mais de 1 minuto numa velocidade de até 50 km/h, a taxa por km sobe para 1,80.

Existem também taxis coletivos, aqueles que pegam várias pessoas com corridas diferentes. As taxas caem um pouco, para saber mais, clique aqui.

Comparando preços de táxis de grandes cidades do mundo todo, Milão está na média, não é a das mais caras. Uma das mais baratas é New York, com taxa horária de 17,20 euros, por exemplo. Basiléia, na Suíça, é a mais cara, com taxa horária de 56,82 euros. Vejam uma tabela comparativa, clicando aqui.

A qualidade dos táxis em Milão foi avaliada para a Expo 2015. Foi classificada como boa, tendo que melhorar ainda o preparo dos taxistas com idiomas estrangeiros. Atualmente só 50% falam alguma outra língua fluentemente. Desses 50%, 65% falam o inglês. Para idiomas, os italianos são mesmo devagar.

Todos os taxistas são obrigados a emitir nota fiscal da corrida, convém cobrá-la.

Os táxis não são tão utilizados em Milão, não pelo preço, mas principalmente porque tem trânsito em Milão, e as opções de transporte público funcionam!

É isso aí!
Baci  a tutti!

28/08/2012

Transporte Público em Milão - Preços

Transporte público quanto custa?
Esse é o assunto de hoje.

Os bilhetes para uso de transporte público dentro de Milão são únicos. Um mesmo bilhete pode ser usado ou em trem, ou metrô, ou ônibus ou ainda no tram. 


Tipos:

Ordinario  - Em Milão, pela ATM, se paga 1,50 euro por um "ordinario urbano", válido para qualquer transporte na cidade de Milão, para 1 viagem. Um "carnê" de 4 viagens custa 6 euros, e o de 10 viagens,  13,80 euros.

Giornaliero - Para girar o dia todo, usando trem, ônibus, metropolitana (metrô), ou tram (bondinho), existe o bilhete giornaliero. Custa 4,50 e pode usar quantas vezes quiser num período de 24 horas da data da primeira validação (primeiro uso, passagem na catraca).

Bigiornaliero - Bilhete para 48 h de uso. Custa 8,25 euros.

Para quem usa todos os dias, existem os bilhetes semanais e ainda os mensais, são chamados "abbonamenti". Cada um com desconto proporcional, e vale super a pena! Todos os "abonamentos" são válidos para viagens ilimitadas durante o período escolhido (semanal ou mensal).

Para não ficar usando os bilhetes de papel, convém fazer a carteirinha magnética recarregável.



Para quem tá fora de Milão, num comune próximo, como é o meu caso, tem que fazer um bilhete combinado para ir até Milão. De area grande, area media ou area piccola. Dependendo da distância que percorrerá até entrar em Milão.
Por exemplo, um trem de onde moro até Milão, entra na faixa de 10 a 15 km de Milão, então pagarei 2,00 euros.

Fora de Milão, também, para utilizar ônibus, os valores dos bilhetes são calculados mais ou menos como os do trem. Por distância percorrida. Por isso, quando vai comprar um bilhete (que por aqui se encontra em um bar), deve falar de qual cidade até qual cidade, para pagar o valor exato da "corrida". O valor mínimo é 1,25.


Nos ônibus, os bilhetes devem ser validados na "maquininha" ao entrar. Quem tem "abonamento" não precisa. Se entrar um fiscal e você estiver sem bilhete ou bilhete não validado (carimbado), tem multa! Claro, sempre tem os espertinhos que não pagam, não validam, etc.... Vivem sempre no risco de ser pego pelo fiscal. Mas isso é coisa feia! Usou, tem que pagar!
O mesmo acontece nos trens e trams. Pois a maioria das estações não têm controle com roletas. O que tem acontecido em Milão, é a obrigação de validar na saída da estação. Se entrou sem bilhete por uma estação que não tem catraca, mas vai sair por uma que tem, vai se dar mal!

Comprar e validar bilhetes sempre! Educação sim!
Num próximo post, falarei sobre preços das corridas de Taxi.

Baci a tutti!

25/08/2012

Moradia na Itália

Moradia - a despesa mais cara na Europa, sem dúvidas, e na Itália logicamente não é diferente.
Continuando os posts sobre custos, custo de vida na Itália, hoje falarei sobre moradia, os tipos, preços, etc.

- Monolocale 
Seria o famoso "kitnet". Composto de 1 cômodo + banheiro. Em Milão, encontra-se Monolocale de 18 m² até 45 m², o preço do aluguel pode variar de 400 até 1000 Euros, dependendo das condições do apartamento, tamanho, localização, etc. Para comprar, de 45 mil até 120 mil euros!

- Bilocale
Composto de 1 quarto + sala (com cozinha à vista, ou com cozinha habitável/semi-habitável) + banheiro. De diversas dimensões e tipologias (no sentido de como è dividido o espaço), são os mais comuns. Aluguéis de 500 à 3000 euros, da periferia aos bairros nobres.  Para compra de 60 mil pra lá de 1 milhão de euros!


- Trilocale 
Três cômodos + banheiro. Aluguéis de 700 até quanto você consegue imaginar! E preços de compra também, altíssimos, pois apartamentos grandes não são comuns por aqui!


Para alugar um apartamento (digo sempre apartamento pois casas são raras por aqui, além de custarem mais), é preciso ter documentação em ordem, apresentar comprovante de renda (busta paga), normalmente pelos contratos, 3 aluguéis adiantados e de 2 a 3 de caução (garantia, para manutenção do imóvel). Por isso,  a primeira opção, pra quem tá chegando, é alugar um quarto, ou um posto letto  (pra quem vem sozinho, uma vaga num quarto). 
Existem sites com anúncios, e em escolas também costumam ter murais com anúncios de aluguel deste tipo. 
Deixo aqui pra vocês alguns links de sites mais procurados para aluguel, moradia em geral.


Lembrando que as despesas de moradia, fora o aluguel, são: condomínio (que pode incluir água e aquecimento), luz, gás, taxa do lixo (comunale) e canone Rai (televisão).

É isso aí! 
Baci a tutti!

24/08/2012

Calefação/Aquecimento: tipos, vantagens e desvantagens

Calefação = Riscaldamento. É um sistema de aquecimento doméstico, para os dias frios, claro. E existem diversos tipos, vamos conhecer alguns, as vantagens e desvantagens.

É importante na hora de alugar casa, comprar ou instalar um novo sistema de calefação, conhecer cada um.
A escolha do sistema melhor é mais difícil do que parece. Além dos custos de instalação e funcionamento, existem outros aspectos importantes a considerar, como a facilidade no uso, espaço que ocupa e manutenção do mesmo. Além disso tudo, a preocupação com o meio ambiente, é claro, na escolha do tipo de combustível empregado, podendo ser menos ou mais ecológico.
Clicando na imagem abaixo, abre um link de melhor visualização do gráfico comparativo.

Vejamos então:

- A DIESEL :  - Emprega um alto custo de combustível;
                       - Investimento inicial médio
                       - Ocupa um espaço considerável (cisterna)
                       - É um combustível poluente
                       - Tem riscos ambientais devido ao transporte do combustível
                       - Disponibilidade limitada do combustível
                       - É prático e fácil de utilizar 

- A GÁS METANO:  - Custo médio do combustível                
                                   - Pouco investimento inicial
                                   - Ocupa pouco espaço
                                   - Não exige estocagem do combustível
                                   - Combustão pouco poluente
                                   - Riscos ambientais devido ao transporte do combustível
                                   - Disponibilidade limitada do combustível
                                   - Prático e fácil de utilizar

- A GPL : - Alto custo do combustível
                - Pouco investimento inicial
                - Exige um bom espaço para a cisterna
                - Combustão pouco poluente
                - Riscos ambientais devido ao transporte do combustível
                - Disponibilidade limitada do combustível
                - Prático e fácil de utilizar

- A PELLETS : - Baixo custo do combustível
                         - Investimento inicial médio
                         - Exige um espaço para o silo de estocagem
                         - Balanço de emissão de CO2 zero, pois respeita o ciclo natural do gás carbônico.
                         - Trabalhoso para limpar (remover cinzas)
                         -  Exige pellets de boa qualidade

- CALDEIRA A GÁS DA QUEIMA DE MADEIRA:  - Baixo custo do combustível
                                                                                     - Investimento inicial médio
                                                                                     - Exige espaço para o estocagem do combustível
                              - Balanço de emissão de CO2 zero, pois respeita o                                     ciclo natural do gás carbônico 
                               - Alimentação manual da caldeira
                               - Trabalhoso para limpar
                                - Apoia economia local





- APARAS DE MADEIRA: - Baixo custo do combustível
                                            - Investimento inicial elevado
                                            - Exige espaço para estocagem do combustível
                                            - Problemas ocasionais para obteção de lenha seca
                                            - Balanço de emissão de CO2 zero, pois respeita o ciclo natural do gás
                                            - Trabalhoso para limpar
                                            - Apoia a economia local     

- BIOMASSA: - Custo médio do combustível
                        - Investimento inicial limitado para aquisição da estação de troca térmica
                        - Não exige estocagem do combustível
                        - Sistema ecológico para a produção de energia, desde que o fornecedor não seja longe.
                        - Atenção às condições contratuais

- BOMBAS  GEOTÉRMICAS DE CALOR : - Baixo custo do combustível
                                                                        - Investimento inicial elevado
                                                                        - Sistema ecológico para a produção de energia 

- BOMBAS DE CALOR COM COLETORES DE SUPERFÍCIE HORIZONTAIS: 
                           - Baixo custo do combustível
                           - Investimento inicial elevado
                           - Grande exigência de espaço para os coletores 
                           - Sistema ecológico para a produção de energia     

Em apartamentos, a calefação geralmente é inclusa no condomínio quando o sistema é centralizado. Aí é que se deve analisar o tipo de sistema utilizado para analisar custos. Os sistemas centralizados geralmente são os mais simples (de combustível líquido), mas que consomem muito e com alto gasto.

Na hora de alugar, é aconselhável a escolher uma casa com calefação autônoma, assim é possível controlar os horários de aquecimento, níveis e controlar assim os gastos! Coisas que num sistema de condomínio não é possível fazer!



A maioria dos sistemas são os antigos, a sifões. Os sifões normalmente ficam embaixo ou perto das janelas (e isso exige janelas duplas e bem vedadas para não perder calor).  Apartamentos e casas novas já estão sendo utilizados sistemas de aquecimento no pavimento (piso), o qual tem distribuição mais homogênea. Existem também aquecimento à battiscopa (que percorre toda a casa pelos rodapés) e até aquecimento em todas as paredes. Claro são bem mais caros!

É isso aí!
Baci a tutti!
                                         

22/08/2012

Internet - preços

O assunto hoje é internet, quanto custa, velocidade, servidores, etc.

Internet na Itália funciona bem!
Altas tecnologias proporcionando alta velocidade para nós usuários.
E os preços não são caros!
Vejamos alguns exemplos:

Internet fixa ADSL:

Telecom Italia - Alice 7 Mega: até 7 Mbps nos downloads, 20,12 euros/mês (promoção 5 primeiros meses grátis)

Tiscali - 8 Mega imilitados por 9,95 ao mês

FastWeb - Tem ADSL e também por Fibra Ótica - até 20 Megas, por 19 euros/mês na promoção (preço normal 27 euros/mês).



Depois tem outras infinidades: Infostrada, Vodafone, etc... Internet fixa, ADSL, compensa pegar na promoção junto com a linha telefônica, como a oferta da Infostrada, telefone + internet ilimitada a 19,90/mês (chamadas telefônicas para toda Itália a custo 0).

Internet móvel para PC (com minimodem, que aqui se chama chiavetta):

TIM - internet 4G, com minimodem em alta velocidade (42,2 Mbps), 10 G/mês por 29 euros ao mês.


Linkem - internet 4G, 7 Megas, sem limite de tempo, por 9.90 euros/mês (promoção válida até o fim de setembro - preço normal 20 euros ao mês)

Wind - ilimitado, 14,4 Mbps por 20 euros/mês.



Depois tem Tre, Vodafone, e várias outras. Ficar atento na inclusão do minimodem no preço, ou pra quem já tiver um, ver pacotes sem a inclusão dele. E sempre: atenção à prazos de contrato, etc.

É isso aí!

Baci a tutti!



21/08/2012

Telefone celular - custos

Telefone celular, hoje em dia não há quem não tenha.
Por aqui não é diferente. O celular é o cellulare ou mais comumente, telefonino.

São várias operadoras, várias opções, vários planos diferentes.
As mais conhecidas e utilizadas são:

- Wind - Empresa italiana, a 3ª do mercado, é normalmente a mais econômica, (dizem as más línguas que é a operadora dos estrangeiros, hahaha!). Existem planos normais, daqueles que você põe crédito quando quer, da maneira que vai precisando, ou então os planos de minutos, por exemplo: por 17 euros você tem 300 minutos pra falar com todos (dentro da Itália), 300 SMS, 1 número preferido para chamar sem limites e internet ilimitada no celular. 

- Vodafone - Empresa inglesa, a que mais fatura no setor no mundo todo. Segundo dizem é a operadora dos italianos.. (que bobeira isso né? pois é...). Infinitos planos, o mais barato é de 100 minutos pra falar com todos, 500 minutos para falar com 1 outro número Vodafone, por 7 euros ao mês. Quer um iPhone 4s? Pela Vodafone paga 20 euros por mês pelo celular mais o plano de minutos que escolher.



- TIM - Conhecida também pelos brasileiros, é a marca de telefone móvel da Telecom Italia. Segunda maior no mercado. Tem promoções semanais como a de 3 euros por semana: fala ilimitado com todos os números TIM.


Para escolher é necessário analisar os planos oferecidos e ver qual oferece mais vantagens.
Para celulares novos, existem planos com telefone incluso (que pode até sair de graça). Só é preciso ficar atento com a validade do contrato, que pode te vincular em até 2 anos no plano!
Ler sempre contrato, validades, multas por quebra de contrato, etc.

Sabiam que os italianos não são lá muito atualizados, não são muito adeptos às novas tecnologias. Ainda se vê a maioria com celular simples, sem internet, sem nada... Muitos não têm nem e-mail, acreditam? Pois é... a Itália (e os italianos) são meio parados no tempo mesmo... Os estrangeiros? Bem, a maioria tem um smartphone nas mãos, apesar que eu ainda não entro nesta "estatística", hahaha.  :)


 E é isso aí!
Baci a tutti!



16/08/2012

Contas a pagar

Quanto se paga de energia elétrica, gás, água, telefone ou internet aqui na Itália?
Essa é a pergunta que muitos me fazem e chegou a hora de responder!

Aqui a concorrência é livre. Existem diversas empresas que fornecem energia, gás, telefone, etc. Então, antes de "fechar contrato" com a primeira que aparecer, vale a pena pesquisar, pois há diversas promoções e ofertas vantajosas em cada uma delas.

Começando por Energia Elétrica

As empresas concorrentes mais conhecidas são:

- Enel Energia - é a número 1 em fornecimento de energia e gás, tem o Atendimento al cliente com maior pontuação de satisfação. Mas nem sempre tem o melhor preço. Tem que estar atento às promoções sempre. Para ter uma ideia, eu e meu marido, consumimos nas estações quentes em média 85 kWh/mês, isso entra no corte small (pelo preço atual), pagando então 29 euros ao mês. Mas quando ativamos, tinha uma promoção, então pagamos cerca de 17 euros ao mês! Lembrando que dependendo do tipo de calefação que se usa na casa/apartamento, pode ser alimentado por energia elétrica, aumentando o consumo no inverno.

- Edison - É uma das mais novas e com preços vantajosos, principalmente se você fizer tudo pela internet e consumir pouco. Os preços atuais vão de no mínimo 22,50 euros ao mês.

- Eni -  Está com a promoção de 0,092 €/kWh.

Gás

Normalmente as mesmas empresas fornecedoras de energia fornecem gás. O gás aqui é utilizado na cozinha, no aquecimento da água (banho e torneiras) e calefação (dependendo do tipo). O consumo aumenta significamente no inverno e é preciso estar atento! Na Enel por exemplo, um corte small de até 120 Smc/ano, sai por 14 euros ao mês.



Água

A água é pública, e se paga somente distribuição e tratamento, como no Brasil. Na maioria das vezes está inclusa no condomínio, onde é dividido o gasto total do condomínio entre os condôminos (mesmo não sendo muito justo). Para se ter uma ideia, se paga em média de 1 a 1,50 euro por  m³ de água.

Telefone e Internet 

Também tem diversos fornecedores, atentos sempre à promoções e principalmente (como energia + gás) as promoções combinadas de ADSL + telefone fixo.

- Infostrada Wind - 19,95 euros ao mês, internet e telefone ilimitados (para chamadas em toda Itália), por 1 ano.

- Telecom Italia - está com uma oferta atualmente de telefone fixo (ligação local ilimitada) mais internet ilimitada por 21,26 euros ao mês. 

- Teletu - Uma das mais em conta, com o call center mais chato (ligam toda hora), estão com promoção por 18,90 euros ao mês, internet ilimitada e telefone ligação local ilimitada. 

Depois tem várias outras: FastWeb, Tiscali, Tre, etc. 

Ficar atentos sempre, ao escolher os fornecedores, com custo de ativação, instalação, depósito caução (normalmente a caução não é requerida se o método de pagamento é débito na conta corrente ou cartão de crédito), e outras taxas, para assim escolher a empresa que melhor atente às necessidades.

Já deu pra ter uma ideia né?
Num próximo post vou falar sobre aluguéis e também tipo de calefação na casa, que altera e muito as contas a pagar, como gás, energia e condomínio.

Baci a tutti!

15/08/2012

Buon Ferragosto a tutti!

Hoje é Ferragosto! Dia "oficial" das férias de verão, dia de ir pra praia, piscina, não fazer nada.. (pra quem pode! rs)
Ano passado contei sobre o Ferragosto (quem não leu ou não se lembra, clique aqui).
Quem não esperava ou não acreditava, agora pode ver Milão vazia, pelo menos na semana do Ferragosto.
Cartazes de aviso de férias nas lojas e comércios em geral.


Pra quem não conseguiu viajar, restam as piscinas (sempre abertas), os museus abertos em Milão, gratuitamente, shows e eventos gratuitos pela cidade.
Senão, ficar de pernas pro ar em casa também vale! 
Ou então, quem não pôde deixar de ir trabalhar, tá valendo também! Afinal, em tempos de crise, quem tem emprego é fortunato! :)
Buon Ferragosto a tutti!!!!



Baci!

08/08/2012

Agosto na Itália

Agosto só é com pra quem tá de férias e com dinheiro no bolso!
Caso contrário, é terrível! E sem exageros!

Caiu em 20% a movimentação turística neste verão;
Caiu para 1/3 o número de italianos que saíram em férias esse ano.
É a crise! Pois é....

Muita gente continua trabalhando, ou ficaram em casa - na cidade -  nada de viagem, para economizar!



Calor de matar, afa (abafado), comércios que fecham (mesmo com a tal crise), e transportes que não funcionam normalmente, atrapalhando a vida dos que ficam.

Milão tá um inferno! Calor, trens e metrôs cheios, e todo mundo levando ao menos meia hora a mais para chegar em casa por conta da redução nos transportes.

Eu que o diga!

Chega!
E que chegue o outono! Esse verão já deu o que tinha que dar! 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...