29/03/2014

Estudar e exercer sua profissão na Itália - Resumão

Muitas das dúvidas que recebo são sobre validação de estudos, profissão, e como exercer na Itália a profissão adquirida no Brasil. Escrevi já alguns posts sobre o tema, hoje faço um resumão, completando com algumas informações que de repente não ficaram tão claras nos posts anteriores. 
Portanto aqui vai:

- Estudar na Itália = é necessária a validação dos títulos de estudos pelo consulado italiano. Para a obtenção da "Dichiarazione di Valore in Loco". Expliquei já num post, clique aqui para ver.

- Legalizar a profissão = Se você fez uma graduação no Brasil, para exercer sua profissão na Itália, primeiro precisa saber se a profissão é regulamentada por lei ou não.  
Exemplos de profissões não regulamentadas: aquelas de publicidade, comunicação, arte e música dos vários setores (por exemplo, decorador de interiores, ator, dançarino/a, cantor, compositor, maestro, músico (instrumentista), decorador, desenhista, estilista moda, pintor, diretor, cenógrafo, escultor, etc.), a mediação linguística (intérpretes e tradutores), marketing e muito mais. Neste caso, é necessário somente a validação dos títulos de estudos e profissão pelo consulado italiano no Brasil, para provar a formação de nível superior (link no item anterior).
Já as profissões regulamentadas por lei, é possível ver a lista pelo site do Cimea, clicando aqui,  além da legalização dos títulos de estudos e profissão, é necessário saber qual órgão é responsável pela legalização da profissão aqui na Itália. Por exemplo:

- Ministério da Saúde - Legaliza as profissões de: Nutricionista , Educador , Farmacêutico, Fisioterapeuta, Enfermeiro, Fonoaudiólogo, Médico/Médico Especialista , dentista, parteira , Óptico, podólogo, Psicólogo, Psicoterapeuta; Técnico audiometrista, fonoaudiólogo técnico; fisiopatologista técnica de perfusão cardiovascular e vascular; Técnico prevenção no ambiente e no local de trabalho; reabilitação psiquiátrica Técnico; neurofisiopatologista técnico; técnico ortopédico , médico laboratório técnico biomédico , técnico em radiologia médica, terapeuta de neuro e de desenvolvimento psicomotor, Veterinário, etc.


- Ministério da Justiça - Legaliza as profissões de: Agente de Câmbio, Agrônomo Florestal júnior; Agrotécnico ; Assistente Social ; Atuária, Advogado, Biólogo, Biotecnólogo agrário ; Químico ; Consultor do Trabalho, Doutor médico agrônomo e florestal, Revisor Oficial de Contas, Doutor de técnicas psicológicas,  sociais, organizacionais e, do trabalho, geólogo, topógrafo, Jornalista, engenheiro , Inspetor agrícola , topógrafo industrial , contador, tecnólogo da comida ; Zoologista
, etc .

Além do da Saúde e Justiça, existem outros órgãos, que legalizam outras tantas profissões. Consulte o site do Cimea. 
Algumas profissões precisam fazer provas na Itália ou não para serem validadas. Consulte o site dos ministérios responsáveis pela legalização para obter maiores informações em relação às exigências e processo de legalização.

- Se quer continuar os estudos, como uma pós-graduação, nem toda universidade aceita para o ingresso somente a Dichiarazione di Valore in Loco emitida pelo consulado, mas pedem também a Equipollenza dos títulos. Que é uma análise detalhada de todo conteúdo programático e documentos do curso de graduação para ver se é equivalente a um italiano. Maiores informações clicando aqui . É necessário se informar também  na universidade italiana de interesse.

- Se a validação é de um Doutorado, é preciso fazer a Equipollenza, o responsável é o Miur. Maiores informações clicando aqui.

É isso!
In  bocca al lupo!
Baci a tutti!




*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.

24/03/2014

"Itália e a crise..." Lá no Brasil com Z.

Hoje publiquei no Brasil com Z.

Um trecho deixo aqui, depois continuem a ler lá no Brasil com Z, clicando aqui.

"Itália e a crise. É o momento de vir, de ficar ou voltar para "casa"?"

A crise! A maledetta crise!
Pois é, ela existe, e ainda é forte.
Essa é uma das minhas respostas às dezenas de emails que recebo semanalmente. Emails de brasileiros que têm uma ligação com a Itália ou apenas a vontade e curiosidade de morar neste lindo país.

Ah! A partir de amanhã se volta a sonhar.  A partir de hoje estou de novo desempregado.
...
Aí é que tá! É o momento de vir para a Itália? Para quem já tá aqui, ficar ou voltar pro Brasil?
Mamma mia! É um dilema.

Para os que querem vir eu pergunto primeiramente: tem cidadania italiana?
E por que faço essa pergunta? Porque sem um documento deste tipo (que permite a residência e permanência legal na Itália), as opções ficam restritas.
Pra quem não tem cidadania italiana ou de outro país europeu, residir na Itália legalmente dependerá de um Permesso di Soggiorno, possível de se obter só por motivos de Família, Trabalho ou Estudos.
Aqui também são outros 500! Esses documentos só são emitidos quando se parte do Brasil já com um visto.

Continua....

http://brasilcomz.wordpress.com/2014/03/24/italia-e-a-crise-e-o-momento-de-vir-de-ficar-ou-voltar-pra-casa/
 

19/03/2014

Reconhecendo a profissão de Enfermeira

Contei aqui como foi meu processo de reconhecimento da profissão de Químico. 
Hoje conto pra vocês como é o reconhecimento da profissão de Enfermeira, através do relato da Graça de Oliveira, que mora aqui em Roma e conseguiu ter a profissão reconhecida. 

O procedimento de legalização no Consulado Italiano é o mesmo do meu. Um resumo:
- reunir toda a documentação de estudos, reconhecer firmas e traduzir por tradutor juramentado.
- reunir documento do órgão responsável, no caso, Coren, também traduzido e reconhecido firma.
- por último reconhecer no consulado italiano. 
Em todo caso, consultar o Consulado Italiano responsável pela região do interessado.

Em seguida, já com os documentos em solo italiano, é preciso levá-los ou enviá-los ao Ministero della Salute, após prévio agendamento. Dê uma olhada no site do Ministero com a lista dos documentos exigidos, para ver se não falta nenhum (clique aqui).



O órgão vai dar um OK para os documentos e enviar uma relação do que deve ser estudado para validar a profissão. Sim, tem uma prova.  E é para ela que é preciso se preparar bastante. 
Tem uma prova teórica discursiva e de múltipla escolha, com 30 questões para serem resolvidas no máximo em 45 minutos. Para passar na prova é preciso acertar pelo menos 18 questões.

Passando na prova escrita, tem ainda uma prova oral e uma prática a serem superadas, contendo perguntas e procedimentos a serem realizados, totalizando 15 minutos. O resultado é dado imediatamente após a finalização das provas.

Uma dica importante que a Graça nos deu foi que o exame escrito pode ser adiado se de repente não se sentir pronto a realizá-lo. E que as provas oral e prática de outros concorrentes podem ser assistidas e assim, ter uma ideia do que é exigido. 

Após a obtenção da carta de aprovação, é necessário ir ao IPASVI, órgão representante da classe de enfermagem. Lá se faz uma prova de leis e língua italiana, e por fim, superando essa prova, se está apto a  procurar emprego na área. 

Boa sorte para a Graça nesta nova etapa. 

In bocca al lupo!

Baci



*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.

17/03/2014

La porchetta di Ariccia

Cidade com pouco mais de 18 mil habitantes, Ariccia é uma das cidades mais conhecidas dos Castelos Romanos (cidades próximas à grande Roma na área vulcânica chamada Colli Albani).



De importância arquitetônica, histórica, artística e religiosa, Ariccia também é famosa por seus produtos típicos.
A porchetta mais famosa é a de Ariccia.
A porchetta é um prato típico no centro da Itália. Trata-se de um porco inteiro, drenado, desossado e temperado com sal, pimenta, ervas e assado ao forno. A pele fica crocante como uma pururuca.
Enquanto no norte o sanduíche comum nas festas é o com linguiça (salsiccia), aqui em Roma é a Porchetta. 
É deliciosa!


Hipotiza-se que foi fundada em 2752 a.C (mamma mia!).
A partir de 312 a.C foi atravessada pela via Appia Antica (a qual contei no post anterior).
É famosa também por um tipo de Osteria tipica dos Castelos Romanos, a Fraschetta. Tem uma rua cheia delas.
Com decoração simples e particular, suas grandes mesas de madeira, é um ambiente aconchegante e informal, lugar ideal para se comer muito bem gastando pouco.
A começar pelos antipastos. Frios típicos do Lazio, incluindo a saborosa porchetta, azeitonas frescas, bruschetta, queijos e um feijão típico (fagioli con la cotica), cozido com tiras de pele de porco. Uma delícia. 
Depois as massas tradicionais e as carnes na brasa. E claro, tomando um bom vinho!


Mas digo logo uma coisa, não se consegue comer de tudo.
O antipasto já é super bem servido e não se consegue comer todos os pratos.
É preciso escolher o que saborear.


Nós fomos no Dar Vignarolo, podem visitar o site deles clicando aqui.
Passeio super recomendado.

Baci a tutti!




*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.


10/03/2014

Roma - Via Appia Antica

Passamos um domingo delicioso de sol conhecendo um maravilhoso lugar, um mergulho na história, a Via Appia Antica.
A Via Appia Antica é uma antiga rua romana, que ligava Roma a Brindisi, na Puglia (sul da Itália). Brindisi tinha o mais importante porto que ligava à Grecia e oriente médio no mundo da Roma antiga.



História
Sua construção iniciou-se no 312 a.C. e somente em 190 a.C sua construção foi finalizada até Brindisi. 
Em 71 a.C, 6.000 escravos se revoltaram, sob a liderança do famoso Spartacus. Após a captura e morte do escravo, todos os rebeldes eram , por sua vez capturados e crucificados ao longo da estrada até Pompéia.
A estrada foi renovada e ampliada durante o reinado dos imperadores Augusto, Vespasiano, Trajano e Adriano.
Após a queda do Império Romano do Ocidente , a estrada caiu em desuso por um longo tempo, até que o Papa Pio VI ordenou a sua recuperação e volta no negócio.
Do porto de Brindisi, Federico II partiu na direção da Terra Santa na Idade Média, a Appia tornou-se a Via Traiana, a rota das cruzadas.A estrada esquecida durante séculos e foi redescoberto durante o período renascentista.
Grandes trechos da estrada original foram preservados até hoje, e alguns ainda são usados ​​para o tráfego de automóvel (por exemplo, perto de Velletri). Ao longo do lado da estrada mais próxima a Roma pode-se contemplar inúmeros túmulos e catacumbas romanas das primeiras comunidades cristãs.
Nos anos 50 e 60, ao longo do trecho urbano da estrada, foram construidas mansões exclusivas que se tornaram propriedades da alta sociedade romana.




Construção
A estrada foi construída com habilidade e precisão digna dos melhores engenheiros modernos o suficiente para ser viável em qualquer tempo e meio graças ao pavimento que cobria. A presença de grandes pedras lisas que se encaixavam perfeitamente, permitiu a circulação em qualquer condição meteorológica.
Era uma nova técnica revolucionária, e foi a partir de uma tal inovação que a República e o Império Romano poderia construir a vasta rede de estradas do mundo romano . Quase sempre em linha reta, com cerca de 4,1 metros (14 pés romanos) de largura, uma medida que permitiu que o movimento em ambas as direções, flanqueado de cada lado por crepidines (calçadas) para o passagem de pedestres, a Appia logo ganhou o título de rainha das estradas (viarum queen) . 

O Parque
Atualmente existe o Parco Naturale Regionale Appia Antica, que tem 3500 hectares, instituido em 1988, compreende Roma e as cidades de Marino e Ciampino. 
É possível alugar bicicleta por 4 euros a hora, e assim percorrer todo o trecho pertencente ao parque e que é fechado para carros. 
Ou então, fazer um passeio à pé, curtindo a paisagem e todos os traços de história ao longo da famosa estrada. 
Para saber mais sobre o parque, clique aqui. 
Ao longo da Via Appia Antica, estão alguns museus aqueológicos e catacumbas (como a de São Calisto e de São Sebastião) a serem visitadas.


Apesar de ser fora do centro, é de super fácil acesso e vale super a pena, até pra quem é turista.
Recomendadíssimo!

Baci a tutti.  




*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.


07/03/2014

Medicina del Lavoro

Essa semana fui fazer os exames da medicina do trabalho.
Sim, nós doutorandos fazemos todo o check-up junto com quem é funcionário mesmo da universidade.
O check-up consistiu em:
- hemograma completo
- audiometria
- aspirometria
- oftalmologia
- eletrocardiograma
- exame de urina
Tudo no PTV - Policlinico Tor Vergata, o hospital universitário.

Foi a primeira vez que estive neste hospital, que fica bem pertinho de casa e da faculdade.
É muito moderno, claro e arejado.

Fomos atendidos por médicos jovens e bastante simpáticos.
Gostei do atendimento.
Todos os exames foram feitos numa mesma manhã. Dentro de 2 semanas sai o resultado do exame de sangue e por fim, passamos por uma consulta para o parecer final.
Tudo isso de graça. Pelo sistema público de saúde italiano.

A medicina do trabalho está aprovada.
Nem tudo é assim tão rápido por aqui. Existem consultas com especialistas e resultados de exames que podem demorar meses... Quanto a isso não podemos fazer nada, infelizmente.

Baci a tutti!


*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.

03/03/2014

O desespero da crise

Aumenta a cada ano a taxa de suicídios italiana.
Atualmente, nos jornais, o que se vê são notícias do tipo:

- homem mata filho e esposa e se mata em seguida
- homem desempregado há 6 meses tira a vida
- mãe mata filha e depois se mata
- idoso mata esposa e depois se suicida.

Triste, muito triste.
Famílias destruídas em um momento de desespero.  
Segundo uma pesquisa, o endividamento é o motivo principal, em segundo lugar o desemprego (este que bateu recorde: 12,9%). E isso nos 4 cantos do país, de norte a sul.
 

Itália em crise. Assunto que vem sendo abordado e alertado já há alguns anos. 
Muitos não acreditam, acham que fazem alarmismo. 
Mas quando se lê as notícias, quando se sai à procura de emprego, é que se pode sentir realmente os efeitos dela, a tal crise.
Emprego até tem, mas com salários ridículos (alguns não chegam a 3,50 euros a hora), como faz um trabalhador a manter a família, com moradia e alimentação cada vez mais caras? 
Além dos contratos precários que não dão nenhuma segurança.


Pequenos empreendedores fechando, falindo. E não só eles. Tantas outras empresas. Por exemplo a Fiat, tecnicamente não é mais italiana, transferiu a sede para a Holanda, para evitar as altas taxas e impostos italianos. 
A Itália é um país rico. Bateu recorde no fim do ano com o turismo, fora agricultura que é outro forte. É um dos países europeus com mais taxas públicas, impostos. E para onde vai o dinheiro? 
Corrupção.. máfia... infelizmente.
E quando isso vai acabar?
Temos um novo Premier, o presidente del consiglio, Matteo Renzi, do PD,  sindaco e ex presidente da província de Firenze. É o mais jovem Premier da história italiana, tem 39 anos e é formado em Direito. E é a esperança de mudança. 


Renzi sempre me pareceu centrado e determinado em mudar. A começar das leis eleitorais, pois como escrevi uma vez por aqui, o presidente e o premier não são escolhidos pelo povo. E uma das propostas de Renzi era justamente mudar essas leis. 
Ele entrou sem eleições, mas nas circunstâncias, não tinha outro jeito. 
Foi criticado e tudo o mais. 
Mas agora que está no poder o que podemos fazer é torcer para que boas mudanças venham por aí. E ajude a "tirar a bota da lama" (literalmente??, rs).
Uma das suas propostas está um esquema anti corrupção e anti máfia (que movimenta mais de 60 bilhões de euros). 
Mas sobre as propostas, o ministério (50% são mulheres, caso raro!), conto mais para frente, com notícias de estão ou não ocorrendo mudanças no país após Renzi assumir "o comando".

Por hoje é só!
Baci a tutti!



*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...