24/04/2019

Realizando meu sonho na Itália: Diploma de médico reconhecido!

Validação de diploma médico na Itália



"Meu nome é Mariana Dacoregio, sou médica formada pela Universidade Federal de Santa Catarina e cirurgiã formada pelo Hospital Governador Celso Ramos – SC. Moro na Itália há dois anos e meio e a Carla, muito gentilmente, me convidou para falar sobre o reconhecimento do diploma de médico por aqui.

Quando cheguei em terras italianas, além de não dominar o idioma, eu estava completamente perdida com relação a validação do diploma. Foram muitas noites em claro, muitos blogs e consultas no Google! Não encontrei ninguém que já tivesse trilhado esse caminho e tudo parecia muito incerto. A luz apareceu quando resolvi procurar a Universidade de Brescia, onde morava, e encontrei o secretario da coordenação do curso de Medicina que foi mais do que disponível. Pela primeira vez, alguém me mostrou um caminho possível!

Existem, então, dois caminhos possíveis: a validação através uma Universidade italiana ou o reconhecimento do titulo através do Ministério da Saúde italiano.

Na Itália, cada universidade tem o direito de impor as próprias regras no que diz respeito a validação. Ou seja, você deve entrar em contato com a universidade na qual você pretende ingressar para entender se ela é mais ou menos flexível. Em linhas gerais, o mais comum é solicitarem o teste de admissão, as provas do ultimo ano, a tese (trabalho de conclusão de curso) e o Esame di Stato (uma prova de habilitação profissional aplicada aos graduandos). Validando desse forma, você recebe um diploma da universidade italiana onde foi aceito. O próprio secretario da universidade me desencorajou a trilhar esse caminho em função do tempo. Na universidade de Brescia, eu precisaria validar cada uma das disciplinas individualmente e isso tudo levaria em torno de 3 a 4 anos!

Eu escolhi fazer o processo através do Ministério da Saúde. Dessa forma, o titulo é reconhecido através de um decreto ministerial (este te da o direito de exercitar a profissão, prestar prova de residência, etc.). Para conseguir o reconhecimento, eu submeti uma série de documentos a analise (foram 440 gramas de papel!). Depois de um ano, recebi uma carta registrada em casa confirmando que minha documentação estava correta e que seria convocada para a prova seguinte. As provas aconteceram em Roma cerca de 18 meses depois que enviei os documentos. Inicialmente, são 5 provas teóricas objetivas (Medicina Legal, Cirurgia Geral, Clinica Médica, Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia), sendo que você deve acertar 18 das 30 questões em Medicina Legal e 15 das 30 nas demais disciplinas. Superando essa etapa, você é convocado para as provas orais, que acontecem uma semana depois. No dia marcado, encarei uma banca com um professor de cada uma das áreas citadas e fui submetida a uma prova oral que, na verdade, é uma conversa sobre o tema que eles escolhem na hora. No final de todo o processo, recebi o decreto do ministério e já posso me inscrever no Albo dei Medici (CRM italiano) da minha região.



Bastante gente me pergunta se pretendo voltar a trabalhar como cirurgiã. A resposta é não! Embora seja possível o reconhecimento da especialidade junto ao Ministério da Saúde, existe a necessidade de equivalência da carga horária (na Itália são 5 anos de cirurgia geral!). Além disso, com a chegada do meu filho há 3 meses, resolvi que preciso de uma especialidade mais tranqüila, que me permita ficar maiscom a família e menos de plantão. Por isso, nos próximos anos, pretendo ingressar novamente em uma residência médica! Prometo voltar aqui e contar os detalhes pra vocês.

Mais informações sobre o reconhecimento de títulos ligados a área da saúde, você encontra no site do Ministério da Saúde 

E mais novidades sobre a minha jornada, você pode acompanhar no meu instagram @dottoressabrasiliana"  e no blog Mari e João na Itália."

29/03/2019

Procurando emprego? Veja quais são as agências de emprego italianas.

A corrida por um emprego é sempre árdua.
Aqui no site já publiquei alguns artigos de como se preparar e como enfrentar essa etapa.

Existe um ditado que diz: CERCARE LAVORO È UN LAVORO (Procurar trabalho é um trabalho).

Decidi dar uma atualizada sobre o assunto e hoje, primeiramente, publico aqui uma lista das agências de emprego da Itália. 

A lista de nomes de Agências têm seus respectivos links.
Já que hoje quase tudo é online, não adianta ir em cada agência de porta em porta sem ter feito o cadastro online em cada uma delas.
E o trabalho é exatamente esse: entrar em cada um e fazer seu cadastro. Algumas são mais simples e pedem só os dados básicos e pede para anexar seu currículo em pdf, outras, por sua vez, exigem um preenchimento completo diretamente na plataforma (uma parte muito chata mas necessária!).

Aconselho a fazer o cadastro com o mesmo email e senha para todos, assim fica mais fácil na hora de entrar para atualizar cadastro ou procurar vagas de emprego.

Fundamental, se pedirem para anexar um currículo, é ter elaborado um de qualidade. Proximamente farei um artigo a respeito.


Desde já desejo uma boa sorte!

Lista de Agências de Emprego italianas



Adecco Italia Spa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...