10/05/2017

Entrevista ANSA Brasil - O mapa dos brasileiros que vivem na Itália

Concedi uma entrevista ao jornalista da ANSA Brasil, a respeito dos brasileiros que vivem na Itália, em prática diferenças das comunidades brasileiras presentes em Roma e Milão, dois lugares que já morei (uma ainda moro) e tenho experiência com os brasileiros através dos Grupos e Páginas do Facebook, as quais sou administradora.  

O artigo publicado fala muito de números, claro que oficiais, de brasileiros residentes. Sabemos que na prática a realidade é bem diferente. O número é com certeza muitíssimo maior, devido a brasileiros ilegais. Fico em dúvida quanto aos brasileiros com dupla cidadania, se são computados como italianos pela cidadania ou se como brasileiros por conta do país de origem, já que sempre tem esse dado no sistema, afinal seremos sempre brasileiros. 

Enfim. Os dados mostram uma maior população brasileira residente em Milão, o que não me surpreende pois é lá que é "famoso" por se arrumar emprego mais facilmente, digo por experiência própria, enfim. 




Baci a tutti. 

Quer colaborar com o blog?
Ajude a manter o Sonhos na Itália no ar fazendo uma doação de qualquer valor através do PayPal.

 
Quer colaborar de outra forma? Escreva para sonhosnaitalia@gmail.com
Agradeço a todos!

30/04/2017

História do leitor: meu parto traumático em Roma

Hoje publico o relato de uma brasileira que mora em Roma e teve um bebê por aqui.
Ela se prontificou a relatar seu parto pois para ela foi um trauma, devido aos maus tratos que teve no hospital que foi parir seu filho. 
Vamos usar um pseudônimo, Rosa.

O parto de Rosa


Rosa estava já de 40 semanas de gestação, portanto no fim do tempo normal.
Com dores, foi à sua ginecologista que não a quis visitar dizendo que as dores eram normais, mas que era preciso ter paciência e esperar pois, ainda não era hora e que o primeiro filho atrasava mais o nascimento.  

No dia seguinte começaram as contrações mais fortes e durante a madrugada, se tornaram  insuportáveis e assim, Rosa decidiu com seu marido de ir ao hospital para a internação. 
Escolheram o Hospital Santo Eugenio, no Eur.




No Pronto Socorro do hospital a examinaram e já tinha cerca 5 cm de dilatação. 
A encaminharam diretamente à sala parto. Com muita dor, ao pedir ajuda para ir ao banheiro, foi debochada pela equipe médica presente. E começaram ali os maus tratos.

Rosa com dores insuportáveis, escolheu tomar a anestesia epidural, mas diz ter aliviado um pouco somente na primeira aplicação. 
O parto estava sendo difícil porque o bebê não descia apesar de estar já completamente dilatada. 

A dificuldade do parto levou à queda dos batimentos cardíacos do bebê, levando ao que se chama de sofrimento fetal. Rosa diz que poderiam ter logo partido para um parto cesáreo devido às condições do bebê, mas insistiram no parto normal utilizando a ventosa para a saída do bebê. 



O procedimento "amassou" levemente a cabeça do bebê, que voltou à forma normal depois de alguns meses. 

Durante todo o parto, Rosa alega maus tratos do médico que a atendeu, nominando somente como Paolo. Disse ter sofrido xingamentos e sinais de preconceito (xenofobia), coisa que também foi relatado a ela por uma amiga equatoriana que também pariu naquele hospital. 

Para Rosa o parto foi tão traumático que desencadeou uma depressão. 

Infelizmente, devido à toda dificuldade do parto, seu bebê ficou com sequelas, como o de atraso no desenvolvimento, tendo que fazer terapias constantes, como a motora e outros tipos de acompanhamento. Gastam muito mensalmente para que seu filho se desenvolva normalmente. 

Graças a Deus todos os tratamentos vêm fazendo efeito, porém Rosa se sente desamparada e chateada pelo acontecido, alegando ter sofrido negligência médica (com razão).

Todos os acompanhamentos médicos efetuados com seu filho após o nascimento indicam que sim, as sequelas são devidas ao parto. 

Rosa não teve nenhum apoio do governo em relação a isso. 
Diz que poderia ter entrado na justiça para exigir seus direitos como mãe, por ter sofrido negligência médica durante seu parto em um hospital público. 
Mas isso exigia um advogado, gastos que não se permitiam na época e acabaram deixando para trás. Preocupando-se somente na saúde do filho. 

Graças a Deus a criança responde aos tratamentos e está muito perto de um desenvolvimento normal. 

Porém Rosa não aconselha o hospital Santo Eugenio de Roma e os médicos da equipe. 

Fica aqui seu relato. 

Força mamãe! Que Deus continue abençoando vocês. 

Se quiser também contar a sua história escreva para sonhosnaitalia@gmail.com

Baci a tutti!

Quer colaborar com o blog?
Ajude a manter o Sonhos na Itália no ar fazendo uma doação de qualquer valor através do PayPal.

 
Quer colaborar de outra forma? Escreva para sonhosnaitalia@gmail.com
Agradeço a todos!

26/04/2017

Apoie o blog - Faça uma doação

Este ano o blog completa 7 anos! Viva!

Uma coisa que escolhi fazer, me dá prazer mas também muita trabalho. 
Escrever artigos, responder comentários, emails, me informar, pesquisar e tudo o mais. 
É um trabalho não remunerado. 

Mas você pode apoiar-patrocinar o blog, principalmente nessa fase que estou entrando, a maternidade, a realização de outro sonho na Itália. 

Quer então colaborar com o blog?
Ajude a manter o Sonhos na Itália no ar fazendo uma doação de qualquer valor através do PayPal.



Quer colaborar de outra forma? Escreva para sonhosnaitalia@gmail.com

Agradeço a todos!




25/04/2017

O parto na Itália: priorização do parto natural

Hoje decidi falar sobre o parto aqui na Itália. 
Primeira coisa: muito diferente do Brasil pois prioriza muito o parto natural. 

Na Itália a média de partos naturais é de cerca 64% dos partos. Uma média ainda baixa perto da média Europeia, de cerca 73%, mas ainda assim, bem mais alta que a brasileira: 31%.
O número de morte em decorrência de complicações no parto na Itália é de 50 mortes por ano, no Brasil esse número é incrivelmente maior (mesmo o país tendo uma população cerca 3,4 vezes maior),  de mais de 1500 mortes por ano, número influenciado pelo número de cesarianas desnecessárias realizadas. Triste, fico feliz de estar tendo minha filha na Itália também por isso. 
Mas vamos ao que interessa.


22/04/2017

9 verdades e 1 mentira - com comentários

A brincadeira "9 verdades e 1 mentira" que viralizou esses dias no Facebook também deu o que falar na Página Sonhos na Italia.
Quase ninguém acertou. 
Quase tudo que foi colocado ali tem um conteúdo a respeito no blog, por isso vou comentar cada item. 

O primeiro item era:

1 -  tive que aprender a ser grossa em alguns momentos como os italianos para ser respeitada 
Verdade. Alguns podem não classificar como grosseria, mas é aquele jeito direto, "curto e grosso", dono da razão que eles têm que se você não agir igual acaba não tendo muita voz por aqui, principalmente por sermos estrangeiros, enfim, bora ser "curta e grossa" (claro, sempre com razão), porque assim funciona.


20/04/2017

O uso do seguro saúde CDAM (antigo IB-2)

ACORDO INTERNACIONAL - SEGURO SAÚDE CDAM 


Está de viagem marcada para a Itália?
Lembre-se que para entrar no país precisa cumprir algumas exigências (leia Na Italia como Turista), entre elas o seguro saúde. E daí você pergunta: precisa mesmo fazer seguro saúde antes de sair do Brasil?

A resposta é: sim, o seguro saúde é obrigatório, assim como o preenchimento de todas as outras exigências. Pode ser que você tenha sorte e não seja barrado na imigração, não precisando demonstrar, mas se é parado, precisa ter tudo em dia, então pra que correr o risco de estragar a viagem, perder dinheiro, etc? Tenha tudo em dia.



12/04/2017

Curso de preparação ao parto na Itália

Hoje falo sobre o importantíssimo curso de preparação ao parto, principalmente para uma mãe de primeira viagem como a mim. 
Como leram, escolhi o Policlinico Agostino Gemelli para ganhar a Laura, então obviamente, fui fazer o curso pré-parto lá. 
Daí vocês perguntam: poderia ter sido feito em outro lugar?
A resposta é sim! Poderia ter escolhido uma clínica privada ou um consultório popular (onde normalmente até é de graça) ou um outro hospital, mas claro, fazendo no hospital onde se realizará o parto é melhor pois assim tem a oportunidade já de conhecer a sala parto por exemplo, os médicos e muito mais. 


29/03/2017

Parto na Itália: a minha escolha de hospital

Publiquei um artigo de colaboração falando sobre a escolha do hospital para o parto na Itália, hoje vou contar como, qual e porque escolhi um determinado hospital para ganhar a Laura. 

O Hospital


A minha escolha foi o Policlínico Universitario Agostino Gemelli, ligado à Universidade Sagrado Coração que vem popularmente conhecido como Gemelli ou o hospital do Papa, ou ainda, hospital do Vaticano. 
É o top dos hospitais. Enorme estrutura e especialidades. 



21/03/2017

Assessorias Sonhos na Itália e Estudar em Milão

A minha família cresce, mas essa novidade vocês já sabem!
Cresce junto o "Sonhos na Itália" com novas parcerias. 

E estou contente de lhes apresentar a mais nova parceria, unindo Roma e minha amada saudosa Milão, com o "Estudar em Milão" e a assessoria jurídica do Renan Contareli.

Uma parceria que forma uma equipe treinada e empenhada em dar aos clientes um atendimento rápido e de qualidade, visando assim aumentar a excelência dos serviços. 

Não podemos negar nosso imenso orgulho em ver a Estudar em Milão entre os meus parceiros, crescendo juntos e abrindo novos caminhos e, acima de tudo, ajudando a realizar sonhos!


13/03/2017

Quanto preciso comprovar em espécie para ir à Itália como estudante ou turista?

Tem dúvidas do quanto tem que comprovar de renda, dinheiro em espécie ou em conta ou em cartão recarregável, enfim, quanto tem que comprovar para a obtenção de um visto, como o de negócios, cura médica, competição esportiva, motivos religiosos, estudos, turismo, etc.?



De acordo com o Ministério das Relações Internacionais a tabela para a determinação dos meios de subsistência necessários para o ingresso no território nacional italiano e a seguinte:


Portanto, vai ficar um mês? O valor é o de mais de 20 dias, ou seja, 206,58 Euros, se mais de uma pessoa no mesmo grupo ou família, 118,79 para cada um, por mês.

Pronto! 



Baci a tutti!
Arrivederci!




11/03/2017

Saque do FGTS nos Consulados Brasileiros da Itália

Sabia que o governo brasileiro liberou o saque das contas inativas do Fundo de Garantia (FGTS)? 

Nós que estamos no exterior também podemos sacar nosso dinheiro, através do Consulado Brasileiro. 

Confira!

Saque do FGTS no exterior


Os trabalhadores que possuem conta corrente ou poupança na CAIXA podem se cadastrar no site www.caixa.gov.br/contasinativas para recebimento automático do saldo de sua conta inativa de FGTS em conta bancária, conforme calendário acima, evitando ter que se dirigir aos Consulados.

O trabalhador que não conseguir efetuar sua adesão para recebimento do saldo de sua conta inativa em conta bancária na CAIXA, deverá se dirigir ao Consulado dando entrada na solicitação de saque, conforme o cronograma estipulado.


10/03/2017

Bônus mamãe: 800 euros para quem for mãe em 2017, saiba como receber



Já pode ser pedido o Bônus mamãe!

São 800 Euros para quem for mãe neste ano. Saiba todos os requisitos para receber o benefício.

ASSUNTO: 


Bônus de 800 Euros para o nascimento ou adoção de uma criança que se refere o artigo 1, parágrafo 353 da Lei do Orçamento 2017, a Lei 11 de dezembro de 2016, n. 232, publicada no Diário Oficial datado de 2016/12/21.


06/03/2017

Decreto Flussi 2017 - está para sair, saiba o que está previsto no novo decreto de fluxo migratório

Está prestes a entrar em vigor o DECRETO FLUXO 2017.

Porém, previstas pouquíssimas entradas na Itália por trabalho e muitas conversões de Permesso

O texto do tal decreto para este ano, que está para ser publicado na Gazzetta Ufficiale, vem sem muitas surpresas. O governo italiano continua a manter as fronteiras fechadas, se a pequena atual recuperação econômica do país pode fazer respirar o mercato de trabalho italiano, quem se beneficiará serão os italianos e estrangeiros já regulares no país, não novos imigrantes


22/02/2017

A agenda da Gravidez da Itália

Falei no artigo Gravidez e Pré-natal sobre a existência da Agenda da Gravidez, que contém todas as informações para as mamães de primeira viagem (e não!), exames a serem feitos, preparativos e muito mais. 

Agenda della Gravidanza


O que esperar, o que fazer, o que perguntar ao seu médico e parteira: é o que explica a Agenda da Gravidez, um documento concebido para mães e desenvolvido por um grupo multidisciplinar de especialistas, coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde do Ministério da saúde italiano. O texto básico é dividido em três partes, correspondentes aos três trimestres da gravidez.


08/02/2017

Colaboração: Parto na Itália. Como escolher o hospital ou clínica

Hoje publico um artigo de uma mamãe brasileira aqui na Itália, a Gisela Ude. 
A Gisela tem dois filhos aqui na Itália, os dois nasceram em Roma e em condições diferentes. 
Como estou na "procura" por melhor hospital, tipos de parto e assistência às neo-mamães, nada como o relato de uma brasileira que já passou por isso duas vezes. 
Segue então a experiência e também dicas da Gisela, a quem agradeço desde já!

Parto na Itália. Como escolher o hospital ou clínica.

Um pouco de estatística partos na Itália. 


Muitas mamães grávidas se questionam: parto natural ou cesariana? Qual é melhor? O que dizem as estatísticas sobre o parto na Itália? 
Bem, a Itália ocupa o 1º lugar dos países com maior frequência de cesarianas na Europa. São 377 a cada 1000. Portugal está em segundo lugar! Veja que interessante o gráfico abaixo.


29/01/2017

Sonhos na Itália Assessoria


Sonhos na Itália Assessoria agradece a confiança!!

Mais um cliente realizando seu sonho na Itália.

Realize o seu também!



25/01/2017

O exame do líquido amniótico - Amniocentese

No artigo anterior falei sobre os exames invasivos e não-invasivos recomendados em uma gravidez aqui na Itália.

Hoje em particular, conto em detalhes sobre o Amniocentese, o exame do líquido amniótico. 

Esses exames são recomendados principalmente em mulheres com 35 anos ou mais e histórico de problemas genéticos na família.

Amniocentese


A amniocentese é um procedimento obstétrico que consiste na coleta de líquido amniótico para fins diagnósticos. A sua indicação mais habitual é para o rastreio de doenças genéticas do feto, como a síndrome de Down, ou de má-formações do tubo neural, como anencefalia ou espinha bífida.

Ano passado um casal de Mantova entrou com processo contra o médico ginecologista por negligência, por não os informar e orientar sobre os possíveis exames durante a gravidez (mesmo invasivos) para detectar o risco da criança nascer com Sindrome de Down e, portanto, neste caso, a possibilidade de abortar. A primogênita do casal nasceu com a síndrome e eles haviam deixado claro que não queriam ter um filho "malato" (doente, palavra usada por eles).

A época mais indicada para a realização da amniocentese é entre a 15ª e a 17ª semana de gravidez, fase em que já há relevante volume de líquido amniótico, mas o bebê ainda é pequeno, havendo menos risco da agulha atingi-lo.

18/01/2017

Exames invasivos e não, que são recomendados numa gravidez na Itália

Três exames (um não-invasivo e dois invasivos) e não obrigatórios (portanto pagos) são recomendados durante a gravidez aqui na Itália,são eles:

  • Bitest
  • Villocentesi 
  • Amniocentesi 

O Bitest ou duo-test, conhecido também como "test di screening",  é um teste não-invasivo e vem efetuado entre as semanas 11 e 14. Como o próprio nome diz, usa duas técnicas para principalmente diagnosticar a Síndrome de Down (porém, não é um teste decisivo e 100% verdadeiro, pois é baseado em dados estatísticos. O exame é pago e custa cerca 100 Euros.

16/01/2017

Gravidez e Pré-Natal

Descobri a gravidez, decidi ter o bebê, o próximo passo é começar o pré-natal, que inclui a consulta periódica ao ginecólogo e obstetra e uma bateria de exames. 

Quem encaminha para os primeiros passos de uma gravidez é o médico de família, que prescreverá os primeiros exames  a serem feitos e Ele-ela te encaminhará para um acompanhamento num hospital mais próximo da sua residência, no meu caso o Hospital San Giovanni. 

Pré-Natal

No Pré-Natal na região Lazio, onde moro, a primeira consulta com o ginecologista-obstetra é a pagamento (ticket, quando fiz aqui em Roma paguei cerca 35 euros), as demais consultas já pré-agendadas são gratuitas.


13/01/2017

Gravidez e aborto na Itália

No artigo anterior contei sobre a descoberta da minha gravidez. 
Falei do "pânico, terror e aflição" com a notícia e todas as coisas que passaram na minha cabeça. Inclusive sim,  por desespero e por desequilíbrio emocional, a opção do aborto, ato que é legalizado na Itália. 

Mas como funciona?

A Legislação italiana antes de 1978 colocava como crime a interrupção voluntária da gravidez (IVG), mas com a implementação da Lei 194, daquele ano, o aborto voluntário foi descriminalizado, podendo ser efetuado até o 3º mês de gestação em hospitais públicos italianos, e no 4º ou 5º mês em caso de natureza terapêutica (quando tem risco para a mãe, e na detecção de má formação e outras anomalias, inclusive quando se é detectada a possibilidade de Sindrome de Down).

Porém, a lei deixa bem clara a questão de que a IGV não é método de controle de natalidade, nem método contraceptivo. Toda gestante atendida na rede pública de saúde tem acompanhamento desde o início da gestação, apoio psicológico e médico, onde se esclarecem os direitos, deveres, benefícios, sugestões de apoio às gestantes com dificuldade financeira, situação familiar delicada, entre outros casos, tudo para evitar que a escolha seja o aborto, e que no fim, se a escolha da mulher for o de interromper a gestação, seja de uma forma totalmente consciente e segura.


09/01/2017

Estou grávida na Itália, e agora?

Ser mãe sempre foi um sonho meu. 
Mas um sonho que sempre quis planejar, tanto que cheguei aos 35 sempre adiando, esperando o melhor momento, profissionalmente, financeiramente, emocionalmente, enfim... 
Porém o destino uma hora me disse: Carla, não adianta, não foi porque você programou, mas sim porque não era hora! Agora chegou sua hora!

E lá me vi com a menstruação atrasada. Como foi possível? Tomei sempre tanto cuidado!
Comprei um exame destes de farmácia (existem milhões de tipos, inclusive o que informa de quantas semanas está grávida) e pronto.


Cá me descobri grávida!
E agora?

Pânico, terror e aflição, sim (sempre repito essas palavras ditas pro Elba Ramalho na gravação do O Grande Encontro, quem gosta?).
Sim, pânico, terror e aflição porque não planejei!
Porque estava em um relacionamento recente, depois de um ano e meio quase na "nova solteirice", depois de um relacionamento longo 12 anos (sem nunca engravidar...) ...
Porque estava (estou) terminando um doutorado, ou seja, sem emprego... 
Porque meu destino era ainda tão imprevisível: Itália--Brasil--desemprego--emprego--pós-doutorado...
E agora josé!?


02/01/2017

2017 e mais sonhos que se realizarão!!!

No meu Facebook pessoal publiquei no fim de ano um post falando sobre o que via por ali, a maioria das pessoas e "memes" só reclamando do ano de 2016. 
E eu, pessoalmente, não tenho nada a reclamar deste ano que passou. 

Apesar de não ter publicado muito no blog (foram só 46 artigos o ano todo), por conta da correria da vida, principalmente do doutorado, 2016 foi um ano muito produtivo para mim e prometo ainda publicar muita coisa do que aconteceu nele por aqui. 

2016 foi o ano que mais viajei: fui pra Dublin na Irlanda; Amsterdam, Zaandam, Zaanse Shans e Harlem na Holanda; Barcelona, Málaga, Granada, Cordoba, Sitges, Nerja, Ardales e Torremolinos na Espanha (com direito a um inédito topless kkkkk); Kaunas e Vilnius na Lituânia; viajei também dentro da Itália, e não faltou vontade de viajar mais! 



2016 foi também um ano de muitas amizades (novas e velhas), muitas risadas, muita diversão, muito samba, muita música, muitos encontros e reencontros (além dos desencontros).


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...