13/07/2017

Meu parto normal na Itália

Como sempre sonhei, planejei e me preparei, consegui ganhar a Laura através de um parto normal. 

Eu tinha uma indução programada caso não entrasse em trabalho de parto depois da 40ª semana completa, por causa de uma doença autoimune, a Tiroidite de Hashimoto. Morria de medo da indução, mas, graças à Deus, às meditações/orações e minha preparação física e psicológica, entrei em trabalho de parto natural exatamente no dia que completava a gestação. 
Pela manhã de uma sexta feira comecei a sentir algumas dores, como se fossem cólicas de dor de barriga, a barriga era bem dura já há pelo menos dois dias. Fomos ao Pronto Socorro do Hospital Agostino Gemelli. Naquele momento eu tinha contrações de dor mediana a cada 5 minutos, mas dilatada só 0,5 cm, portanto ou eu esperava dilatar mais (a bolsa não tinha rompido) ali mesmo no hospital (sala de espera) ou ia pra casa. Voltando, segundo o médico, umas 4 horas depois. Escolhemos voltar pra casa. Ótimo porque pude almoçar e relaxar um pouco na banheira.
As contrações aumentaram significativamente e voltamos ao hospital. Eu já estava 4 cm dilatada e me mandaram pra Sala Parto.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...