22/02/2017

A agenda da Gravidez da Itália

Falei no artigo Gravidez e Pré-natal sobre a existência da Agenda da Gravidez, que contém todas as informações para as mamães de primeira viagem (e não!), exames a serem feitos, preparativos e muito mais. 

Agenda della Gravidanza


O que esperar, o que fazer, o que perguntar ao seu médico e parteira: é o que explica a Agenda da Gravidez, um documento concebido para mães e desenvolvido por um grupo multidisciplinar de especialistas, coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde do Ministério da saúde italiano. O texto básico é dividido em três partes, correspondentes aos três trimestres da gravidez.

No primeiro trimestre, começa-se com a primeira consulta médica, que deve ser na décima semana. Nesta primeira fase eles medem peso e pressão, informam a mulher sobre os benefícios da lei para maternidade e paternidade, estilo de vida, sintomas comuns e cursos de acompanhamento ao nascimento. Eles também propõem alguns testes, tais como urina, sangue, testes de Papanicolau, ultra-som e informações sobre as diferentes possibilidades de diagnóstico pré-natal de síndrome de Down (que falei no artigo Exames invasivos e não, que são recomendados numa gravidez na Itália e O exame do líquido amniótico - Amniocentese.

No segundo trimestre, comentam os resultados dos testes que você escolheu para ser executado com o seu médico ou parteira, que devem verificar o nível de hemoglobina, o crescimento fetal, propor a exame de sangue para rubéola e toxoplasmose, a curva de glicose, se você está em risco para o diabetes, e fornecer ultra-sonografia morfológica entre a 19ª e 21ª semana.

No terceiro e último trimestre discutem assistência nos últimos meses e parto, indicam uma terapia no caso de hemoglobina baixa, medem a pressão e verificam o crescimento fetal, propõe-se teste de sangue para toxoplasmose e outras doenças infecciosas, como HIV e hepatite B, tampão para a profilaxia de estreptococo e anti-D para mulheres com fator Rh negativo.

Com 34 semanas se começa a falar de parto, do trabalho de parto e como lidar com a dor, planejar os contatos com o hospital onde você escolher realizar o parto, pós-parto, a amamentação. Com 36 semanas se verifica se o feto está na posição correta; informam a mulher grávida sobre a possibilidade de manobras obstétricas para colocá-lo em posição, etc. (Leia também: Colaboração: Parto na Itália. Como escolher o hospital ou clínica)

Quer baixar a Agenda da Gravidez oficial? Baixe aqui. 

Outras agendas mais completas:


Agenda da Gravidez Região Piemonte

Nos próximos artigos falo sobre o curso pré-parto e a minha escolha de hospital.

Alla prossima!
Baci a tutti!

08/02/2017

Colaboração: Parto na Itália. Como escolher o hospital ou clínica

Hoje publico um artigo de uma mamãe brasileira aqui na Itália, a Gisela Ude. 
A Gisela tem dois filhos aqui na Itália, os dois nasceram em Roma e em condições diferentes. 
Como estou na "procura" por melhor hospital, tipos de parto e assistência às neo-mamães, nada como o relato de uma brasileira que já passou por isso duas vezes. 
Segue então a experiência e também dicas da Gisela, a quem agradeço desde já!

Parto na Itália. Como escolher o hospital ou clínica.


Um pouco de estatística partos na Itália. 


Muitas mamães grávidas se questionam: parto natural ou cesariana? Qual é melhor? O que dizem as estatísticas sobre o parto na Itália? 
Bem, a Itália ocupa o 1º lugar dos países com maior frequência de cesarianas na Europa. São 377 a cada 1000. Portugal está em segundo lugar! Veja que interessante o gráfico abaixo. 

Já o Brasil bate record mundial de cesárias. São 84% no sistema privado e 40% no sistema público! Números assustadores! 

Como escolher o melhor hospital ou clínica para o seu parto na Itália?


Clínica ou Hospital? Na Itália você tem a opção de escolher entre uma clínica privada ou Hospital. É importante saber que muitas clínicas privadas têm convenção com o sistema público e você pode usufruir de um serviço excelente com a mesma comodidade que um hospital e tudo isso gratuitamente! Você vai precisar de uma impegnativa do médico da Asl para isso. Mas não se preocupe que no curso pré-parto do hospital que você escolher ter seu bebê, eles explicam tudo!

Nível do Departamento de Neonatologia dos hospitais na Itália.

Outro fator importante na hora de escolher o hospital é o que eles chamam aqui de "livello di neonatologia". Basicamente existem 3 níveis de neonatologia. E cada hospital e clínica pertence a um determinado nível. O que isso significa?

A estrutura de 2 nível são aquelas onde nascem no mínimo 1000 bebês por ano. Recebem mães da 32 semana em diante. Possuem um departamento de reanimação e transferimento para as estruturas de Terceiro nível com Unidade de Tratamento Intensivo. O melhor nível é o 3 porque são estruturas que podem garantir uma maior assistência ao recém-nascido. As estruturas do 3 nível são divididas em 3 tipos. A, B e C.

A) São estruturas com aparelhos para a ventilação mecânica, realizam cirurgias de base e recebem mães a partir da 28 semanas, além de serem estruturados para atender bebês que nascem com 1000 gramas em diante.

B) Já as estruturas de Terceiro Nível tipo B possuem um suporte respiratória com High Frequency Ventilation, acesso a inúmeros especialistas infantis e diagnóstico por imagem, ressonância magnética e outros.

C) As estruturas de Terceiro Nível tipo C oferecem suportes como cirurgias de mal formação cardíaca congênita e aparelhos para respiração extra-corpórea.

Curso Pré-parto na Itália: É um outro fator importante na hora de escolher a estrutura onde ganhar seu bebê na Itália. Muitas estruturas oferecem cursos pré-partos para a mamãe e o papai, alguns gratuitos outros à pagamento. É fundamental porque permite conhecer a estrutura, onde é a sala parto, te explicam o que você tem que fazer exatamente quando começam as contrações. Você conhece as enfermeiras, obstétricas e diversos especialistas envolvidos. Além de esclarecer diversas dúvidas que vão surgindo durante a gravidez. No curso te orientam sobre a documentação necessária, as regras do hospital, técnicas e exercícios para o trabalho de parto. Eu sinceramente recomendo. Eu fiz o curso na Clínica Casa di Cura Santa Famiglia em Roma. É uma estrutura de 2 nível com convenção com o sistema público. Recentemente estruturada e o bebê fica no quarto com a mamãe. O site deles é esse www.cdcsantafamiglia.it.

Presença do Pai e Visitas - algumas clínicas permitem a permanência do pai todo o tempo exceto à noite. Alguns hospitais tem horários mais limitados. Na Clínica Santa Famiglia onde tive meu primeiro filho o bebê fica no quarto, o papai pode ficar o tempo todo no quarto e tem o horário para os visitantes. Já no hospital Cristo Re onde tive meu segundo filho, os horários são mais rigorosos. E no horário de visita, todos os bebês vão para a maternidade. E através de um vidro, parentes, amigos e visitantes conseguem ver o bebê. Sinceramente, a segunda opção na minha opinião é bem melhor!

Rooming-in

Nido (maternidade) ou Rooming in. Na Itália a maior parte dos hospitais permitem que o bebê fique no quarto a maior parte do tempo. E se a mamãe estiver com as baterias carregadas pode até pedir para que o bebê fique com ela durante à noite. Eu pedi isso para poder amamentar durante a noite. Porque no nido se o bebê chora os enfermeiros dão uma solução de glucosio para as crianças acalmarem e dormirem. Tudo vai depender do estado na mamãe após o parto.

Quanto tempo no Hospital após o parto na Itália? Normalmente são 3 dias. Depende de diversos fatores, da saúde da mamãe e do bebê. Meu segundo filho nasceu com icterícia. É fisiológico. Mas tem hospitais como o Cristo Re em Roma que só liberam o bebê uma vez que a análise das Bilirrubinas é inferior a um certo número! Ou seja, fiquei internada 7 dias. Até chorei porque não via a hora de ir embora pra casa com meu bebê!

Cesária ou Parto Natural? A minha experiência. Eu sou mãe de dois lindos meninos. Um de três anos que nasceu em uma clínica de 2 nível em Roma, na casa di Cura Santa Famiglia com uma cesariana porque ele era podálico, ou seja, estava sentadinho e não quis virar. O meu segundo filho tem quase 1 ano que nasceu no Hospital Cristo Re com um parto natural VBAC (Vaginal Birth after Cesarian) o que é raríssimo. Eu sempre quis ter o parto normal mas pra quem já fez cesária tem diversos riscos e muitos médicos não te permitem isso. Mas no hospital Cristo Re sim! Procurei me informar em diversos grupos como o "VBAC partorire naturalmente" no Facebook e marquei uma consulta com o Dr Piscicelli no Cristo Re. Se você é mão de segunda viagem e tem vontande de ter um parto natural depois de ter feito cesária, procure esse médico e se informe! É possível sim!

Eu me chamo Gísela Ude do blog Mãe na Itália. Dúvidas e perguntas entre em contato comigo. E parabéns à nossa Carla Guanais, futura mamãe na Itália! :)

29/01/2017

Sonhos na Itália Assessoria


Sonhos na Itália Assessoria agradece a confiança!!

Mais um cliente realizando seu sonho na Itália.

Realize o seu também!



25/01/2017

O exame do líquido amniótico - Amniocentese

No artigo anterior falei sobre os exames invasivos e não-invasivos recomendados em uma gravidez aqui na Itália.

Hoje em particular, conto em detalhes sobre o Amniocentese, o exame do líquido amniótico. 

Esses exames são recomendados principalmente em mulheres com 35 anos ou mais e histórico de problemas genéticos na família.

Amniocentese


A amniocentese é um procedimento obstétrico que consiste na coleta de líquido amniótico para fins diagnósticos. A sua indicação mais habitual é para o rastreio de doenças genéticas do feto, como a síndrome de Down, ou de má-formações do tubo neural, como anencefalia ou espinha bífida.

Ano passado um casal de Mantova entrou com processo contra o médico ginecologista por negligência, por não os informar e orientar sobre os possíveis exames durante a gravidez (mesmo invasivos) para detectar o risco da criança nascer com Sindrome de Down e, portanto, neste caso, a possibilidade de abortar. A primogênita do casal nasceu com a síndrome e eles haviam deixado claro que não queriam ter um filho "malato" (doente, palavra usada por eles).

A época mais indicada para a realização da amniocentese é entre a 15ª e a 17ª semana de gravidez, fase em que já há relevante volume de líquido amniótico, mas o bebê ainda é pequeno, havendo menos risco da agulha atingi-lo.

18/01/2017

Exames invasivos e não, que são recomendados numa gravidez na Itália

Três exames (um não-invasivo e dois invasivos) e não obrigatórios (portanto pagos) são recomendados durante a gravidez aqui na Itália,são eles:

  • Bitest
  • Villocentesi 
  • Amniocentesi 

O Bitest ou duo-test, conhecido também como "test di screening",  é um teste não-invasivo e vem efetuado entre as semanas 11 e 14. Como o próprio nome diz, usa duas técnicas para principalmente diagnosticar a Síndrome de Down (porém, não é um teste decisivo e 100% verdadeiro, pois é baseado em dados estatísticos. O exame é pago e custa cerca 100 Euros.

16/01/2017

Gravidez e Pré-Natal

Descobri a gravidez, decidi ter o bebê, o próximo passo é começar o pré-natal, que inclui a consulta periódica ao ginecólogo e obstetra e uma bateria de exames. 

Quem encaminha para os primeiros passos de uma gravidez é o médico de família, que prescreverá os primeiros exames  a serem feitos e Ele-ela te encaminhará para um acompanhamento num hospital mais próximo da sua residência, no meu caso o Hospital San Giovanni. 

Pré-Natal

No Pré-Natal na região Lazio, onde moro, a primeira consulta com o ginecologista-obstetra é a pagamento (ticket, quando fiz aqui em Roma paguei cerca 35 euros), as demais consultas já pré-agendadas são gratuitas.


13/01/2017

Gravidez e aborto na Itália

No artigo anterior contei sobre a descoberta da minha gravidez. 
Falei do "pânico, terror e aflição" com a notícia e todas as coisas que passaram na minha cabeça. Inclusive sim,  por desespero e por desequilíbrio emocional, a opção do aborto, ato que é legalizado na Itália. 

Mas como funciona?

A Legislação italiana antes de 1978 colocava como crime a interrupção voluntária da gravidez (IVG), mas com a implementação da Lei 194, daquele ano, o aborto voluntário foi descriminalizado, podendo ser efetuado até o 3º mês de gestação em hospitais públicos italianos, e no 4º ou 5º mês em caso de natureza terapêutica (quando tem risco para a mãe, e na detecção de má formação e outras anomalias, inclusive quando se é detectada a possibilidade de Sindrome de Down).

Porém, a lei deixa bem clara a questão de que a IGV não é método de controle de natalidade, nem método contraceptivo. Toda gestante atendida na rede pública de saúde tem acompanhamento desde o início da gestação, apoio psicológico e médico, onde se esclarecem os direitos, deveres, benefícios, sugestões de apoio às gestantes com dificuldade financeira, situação familiar delicada, entre outros casos, tudo para evitar que a escolha seja o aborto, e que no fim, se a escolha da mulher for o de interromper a gestação, seja de uma forma totalmente consciente e segura.


09/01/2017

Estou grávida na Itália, e agora?

Ser mãe sempre foi um sonho meu. 
Mas um sonho que sempre quis planejar, tanto que cheguei aos 35 sempre adiando, esperando o melhor momento, profissionalmente, financeiramente, emocionalmente, enfim... 
Porém o destino uma hora me disse: Carla, não adianta, não foi porque você programou, mas sim porque não era hora! Agora chegou sua hora!

E lá me vi com a menstruação atrasada. Como foi possível? Tomei sempre tanto cuidado!
Comprei um exame destes de farmácia (existem milhões de tipos, inclusive o que informa de quantas semanas está grávida) e pronto.


Cá me descobri grávida!
E agora?

Pânico, terror e aflição, sim (sempre repito essas palavras ditas pro Elba Ramalho na gravação do O Grande Encontro, quem gosta?).
Sim, pânico, terror e aflição porque não planejei!
Porque estava em um relacionamento recente, depois de um ano e meio quase na "nova solteirice", depois de um relacionamento longo 12 anos (sem nunca engravidar...) ...
Porque estava (estou) terminando um doutorado, ou seja, sem emprego... 
Porque meu destino era ainda tão imprevisível: Itália--Brasil--desemprego--emprego--pós-doutorado...
E agora josé!?


02/01/2017

2017 e mais sonhos que se realizarão!!!

No meu Facebook pessoal publiquei no fim de ano um post falando sobre o que via por ali, a maioria das pessoas e "memes" só reclamando do ano de 2016. 
E eu, pessoalmente, não tenho nada a reclamar deste ano que passou. 

Apesar de não ter publicado muito no blog (foram só 46 artigos o ano todo), por conta da correria da vida, principalmente do doutorado, 2016 foi um ano muito produtivo para mim e prometo ainda publicar muita coisa do que aconteceu nele por aqui. 

2016 foi o ano que mais viajei: fui pra Dublin na Irlanda; Amsterdam, Zaandam, Zaanse Shans e Harlem na Holanda; Barcelona, Málaga, Granada, Cordoba, Sitges, Nerja, Ardales e Torremolinos na Espanha (com direito a um inédito topless kkkkk); Kaunas e Vilnius na Lituânia; viajei também dentro da Itália, e não faltou vontade de viajar mais! 



2016 foi também um ano de muitas amizades (novas e velhas), muitas risadas, muita diversão, muito samba, muita música, muitos encontros e reencontros (além dos desencontros).


06/12/2016

O que vem por ai...

Mais um ano chegando ao fim. 
São já 6 anos de Itália!!

Muitas coisas aconteceram até aqui e, nos últimos dois anos que estive um pouco ausente, outras tantas aconteceram. Minha vida mudou completamente e tenho muita coisa para contar. Mas antes, preciso concluir um sonho que tá se realizando e vocês já conhecem: o meu Doutorado em Química. 

Estou em pré-defesa e por isso, peço mais um pouco de paciência e vibrações positivas da parte de vocês pois está acabando!!!

E virão muitos artigos por aí. Principalmente sobre uma nova fase que estou entrando, a realização de outro sonho. 
Afinal, sonhos foram feitos para ser sonhados mas, sobretudo, realizados!

Quem advinha qual é esse sonho???




Que venha 2017!!
Auguri a tuti!

30/06/2016

Roma - Todo dia é dia de feira!!!


Todo dia é dia de feira!

Porta Portese
Sim! A Itália é um país que mantém muitas tradições e, as feiras de rua (em italiano mercato/mercati) são a paixão nacional. 
São centenas delas espalhadas pela cidade. 
Cada bairro tem a sua feira com seus dias específicos (como acontece no Brasil - ou acontecia!).

De frutas frescas à vestuário, as feiras romanas são imperdíveis.

Alguns são mais famosas e maiores que outras. Alguns ainda são em datas esporádicas (1 ou 2 vezes na semana), outros ganharam espaço fixo (muitas vezes coberto) e com abertura diária.

A grande diferença entre as feiras brasileiras e as italianas é que nas italianas se encontra muito mais artigos de vestuário e coisas pra casa do que frutas, verduras e hortaliças. Em algumas ainda se encontram objetos antigos e muita bugiganga (quase como um mercado de pulgas).

Alguns endereços mais famosos em Roma:

02/06/2016

Futebol Feminino Roma - Não à violência contra as mulheres!

Um evento legal que está na sua terceira edição aqui em Roma é o Futebol Feminino Roma.

A iniciativa nasceu no Dia Internacional da Mulher tendo como foco a causa da violência contra a mulher. 

Os times cresceram, a segunda edição teve uma participação maior e, essa terceira edição será ainda mais numerosa. 

O evento é organizado por brasileiras e brasileiros e é também aberto, claro, a outras nacionalidades.

Lembrando que é um momento de descontração, ninguém é profissional no esporte. 

É uma oportunidade de fazer amizades, praticar um esporte e fazer voz à causa de dar um basta à violência contra as mulheres


01/06/2016

Sonhos na Itália presente na Revista BrazilConnected

Chegou em Roma a Revista BrazilConnecteD !!


É A BrazilConnecteD é uma revista dedicada ao brasileiro que vive na Itália, acercando ao leitor os mais diversos assuntos culturais e populares.


A revista já está presente em Milão há 1 ano e agora chega para os brasileiros em Roma também.


E eu estarei lá todos os meses com uma matéria.


Estou muito feliz em ser convidada para este projeto!




31/05/2016

Brasileiros em Roma - 6º encontro

Domingo passado foi o 6º encontro do grupo Brasileiros em Roma, ativo no Facebook. 

Fizemos novamente um picnic na Villa Borghese (foi nosso 3º picnic no local). 

O grupo, do qual sou uma das administradoras, nasceu em 2013 durante a organização para as manifestações em apoio aos protestos realizados pelos movimentos sociais no Brasil, contra a repressão policial,  no mês de Junho de 2013.
Ali reunimos um bom grupo e levamos adiante essa amizade a fim de unir todos os brasileiros em Roma. 

25/05/2016

Realizando meu sonho na Itália - meu livro publicado

"Meu nome é Francine Arioza, tenho 24 anos nasci em Rio Preto mas moro na Itália há mais de 11 anos, mais especificamente em Roma.

Sou graduada em Interpretação e Tradução, falo 5 idiomas e trabalho como professora e intérprete aqui em Roma. 

Sou professora de português na Aeronáutica italiana e na Scuola internazionale di lingue e escrevo também para uma revista e sites.

Consegui me tornar uma escritora aqui na Itália, o que era meu sonho, e já tive meu primeiro livro publicado.


19/05/2016

Manifestação em Roma - Fora Temer! Temer Jamais!

Hoje eu, junto com os brasileiros em Roma saio às ruas para manifestar contra Michel Temer na presidência do Brasil, contra o golpe, a perda de direitos e benefícios adquiridos pelo povo e em defesa da democracia!

Convido a todos que estão em Roma a protestar com a gente!

A Luta continua!

#maiTEMERe
#alutacontinua
#fuoriTemer
#foraTemer
#pelademocracia
 #nãovaitergolpe


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...