29/02/2020

Realizando meu sonho na Itália: Diploma de Fisioterapeuta reconhecido!

Realizando meu sonho na Itália: Diploma de Fisioterapeuta reconhecido!

Enriquecendo a série de depoimentos de brasileiros que conseguiram o reconhecimento do diploma/profissão aqui na Itália, hoje publico aqui o depoimento da Tais, fisioterapeuta. 

"Me chamo Tais Salati, tenho 34 anos, sou fisioterapeuta e há quase 5 anos moro em Bologna. 

Vim por amor e, pelo amor próprio e da minha profissão, decidi ficar. Tive meu diploma reconhecido pelo "Ministero della Salute" e estou cursando a escola de Osteopatia. Uma formação de 6 anos aqual obriga a ter muitas horas de estudos e poucos fins de semana livres. 

Compensou vir a Itália, passar pelo estresse enorme de reconhecer o diploma e agora trabalhar e estudar?



Sim!
Já havia vivido na Itália, morei nos USA, Holanda e mesmo que eu tenha um pedacinho do meu coração em cada local, foi Bologna que escolhi chamar de casa.

Minha chegada desta vez na Itália foi “planejada”. Coloco entre aspas pois várias coisas que foram planejadas acabaram não sendo reais e, por isso, tive que arregaçar as mangas e, após muito ligar, mandar e-mails, fazer planilhas, obter documentos desnecessários, documentos errados e perder uns quilos de estresse, consegui o reconhecimento da minha profissão de modo direto, ou seja, sem provas. E, 3 dias depois bum! Trabalho!!!

Todos me perguntam por onde começar: Google!!! 

Procurar no site a lista de documentos do "Ministero della Salute", se sua profissão for da área da saúde, ou "Ministero della Giustizia", se vc for engenheiro, contador... entre outros, por exemplo. Depois ir no site do consulado italiano correspondente ao estado do seu diploma e ver a lista de documentos que precisa para obter um documento que se chama "declaração de valor". 
Cada documento deve ser preparado em um modo especifico. Não dá para pular passos e se forem feitas as coisas certinhas, dá tudo certo no final. O importante é ler e reler as instruções e caso não esteja entendendo nada, pedir ajuda. 

Minha preparação de documentos foi uma coisa bem complicada. Pois na época não tinham os grupos, não tinha ninguém que faz o tipo de assessoria que faço hoje com aqueles que querem validar seus títulos. Fiz tudo na garra, enchi tanto o saco do cara do "Ministero" e da senhora do consulado que eles me deram o telefone direto deles para eu ligar caso precisasse, pentelhei tanto as pessoas a ponto de quando chegava nos locais as pessoas diziam: “ah finalmente nos conhecemos pessoalmente”. Mas no final, um documento por vez, tudo foi se encaixando e a vida foi florindo. Era o dia 14 de fevereiro de 2016, um dos meus dias mais felizes. Um final de inverno longo e que dava sinais da primavera que logo chegou e floriu!"

Tais Salati, fisioterapeuta, futura osteopata e assessora na preparação dos documentos para o reconhecimento de títulos de graduação.

Bologna, Italia


Um comentário:

  1. Muito Obrigado pelo depoimento! Minha esposa está buscando a cidadania italiana via judicial e em breve espero começar a saga minha e de minha esposa pela validação do diploma!

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...