23/11/2010

Imparando l'italiano

          Bem, pessoas tímidas como eu, o maior medo que aparece quando se pensa em ir, ou quando chega em um país diferente, é a hora de falar! 


          Como já disse em algum dos posts, eu já havia estudado o italiano. Mas há muito tempo. Nunca usei, e chegando aqui, era a hora da verdade. Claro, a língua não flui tão bem de início, mas dá para se comunicar. E quem não tem vergonha de falar errado, de não saber, de falar com estranhos, tira de letra. Ainda mais porque o italiano é parecido com o português, é de fácil assimilação. Diferente do que acontece para um Africano ou um Árabe. Aprender a língua para eles é muito mais difícil.
           Trouxe comigo meus cadernos dos tempos que estudava. Já antes de vir estava lendo bastante coisa em italiano, principalmente pela internet. Estudando por alguns sites também. Mas o problema para mim não está na gramática da língua. E sim na facilidade em falar, na fluência, na conversação.
           Por isso, fui logo procurando lugares onde eu poderia estudar. Cursos para estrangeiros, coisas do tipo.


           Perguntando para estrangeiros que aqui estão, a maioria nunca estudou. Aprendeu a falar male-male no trabalho, no dia-a-dia. Mas é aquilo, esses estarão sempre à margem. Eu que quero fazer uma pós-graduação aqui, tenho que estar afiadinha na língua, não é mesmo?
           Portanto, encontrei alguns lugares para estudar. Aqui na Comune de Senago, onde moro, no Oratorio da Igreja Católica, há um grupo de voluntários que dá curso de italiano para estrangeiros. De terça e quinta, das 15 às 16:30. Fui lá hoje. 
          Eles dividem os alunos em duas turmas, uma mais iniciante, outra mais avançado. Eu fiquei na iniciante, pois era meu primeiro dia, e eles iriam avaliar primeiro o meu conhecimento. Fiz alguns exercícios, ela foi vendo que eu entendia, sabia, e portanto, viu que o que eu precisava mesmo era conversar. Aí é que tá! Ela me pediu para eu contar uma história, falar qualquer coisa, para ver como estava minha fluência. E eu com a maldita vergonha, não sabia o que dizer... falava alguma coisa, depois já não sabia mais o que falar, e assim ela falava mais do que eu. Mas para o primeiro dia foi ótimo. Irei lá quando possível, pois é diferente de você falar com professores que irão te corrigir, e você saberá onde está errando, do que falar com um italiano que vai te entender, mas na maioria das vezes não vai te corrigir, te dizer se falou certo ou errado, aí corre o risco de falar sempre errado, achando que está certo! hahahaha


            Procurar nos sites das comunes é sempre a melhor opção.
         A Comune de Milano tem um curso bom também. Procurando pelo Google, aparece um monte de cursos, mas a maioria se gastará uma graninha, enquanto nas comunes é de graça ou um valor simbólico como inscrição. 
           Bem, piano piano vou me soltando né?
           Baci!

11 comentários:

  1. oi!
    já que estás na Itália, e já falando italiano, comece a trabalhar
    o que tem pra fazer em Milão na Páscoa? vou estar por ai, mas não quero pegar tudo fechado
    agradeço as dicas
    Adriana

    ResponderExcluir
  2. belo blog! parabéns!
    eu morava numa cidade aí perto, desio, antes de me mudar pro brasil, ehehe!
    Mas não conheço esta mansão que você está usando como fundo do blog, onde que é?
    abraços
    Andrea

    ResponderExcluir
  3. Maria Cecilia Manna24 de novembro de 2010 00:54

    Querida, ou melhor, cara mia....eu, como vc, estudei o italiano aqui no Brasil , porém, como tenho 60 anos, ficou muuuito mais difícel assimilar, non è vero ? Não sou fluente, porém escrevo, leio e falo o necessário....

    Então, sou especialista da educação aposentada e nunca deixo de corrigir alguém quando percebo um erro. Acredito que essa é a minha missão, capisci? Se vc não gostar, não fique brava comigo pois o meu objetivo é só ajudar!
    Vamos lá :
    Comune é genero masculino aí na Italia, diferente aqui do Brasil que é genero feminino : portanto, aqui no Brasil é A CIDADE, e aí na Italia é O COMUNE.
    Preste atenção nisso que vc já ganha pontos com os italianos....
    Abração e boa sorte !
    Maria Cecilia

    ResponderExcluir
  4. verdade Maria Cecília! é que a gente inventa de "aportuguesar" as palavras, e acaba errando feio.
    Valeu a dica.
    obrigada e abraços.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Andrea. Então, é a Villa San Carlo Borromeo, aqui do Parco delle Groane, em Senago. bj

    ResponderExcluir
  6. carla, tem um site que eu usava muito logo que cheguei. É um programa que foi feito pela televisão daqui, tem execricio e gramatica e me serviu bastante.
    http://www.italianoinfamiglia.it/
    Se vc quiser da uma olhada, mas nao deixa de ir na aula nao. é super importante e te faz conhecer mais gente por aqui.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, é mesmo?
    Do lado da minha casa e nem conheço, que vergonha!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. legal Thaís! vou dar uma olhada. Tentarei ir ao curso sempre que der tempo. bj
    Verdade Andrea? kkk... pois é, eu ainda não fui visitar... mas tá na agenda dos passeios, rs. As vezes por ser perto vamos deixando sempre pra depois, e esse depois nunca chega kkk. bj

    ResponderExcluir
  9. Olá Carla,
    Adorei o site, dica do miamimilano.
    Também estou aprendendo pelo livemocha.com
    Hoje com a internet temos muitas oportunidades de aprender e conhecer.
    Até!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Carla pensei que vc fosse uma prima que se chama Carla Guanais, eu tambem tenho Guanais no nome e fui casada com um italiano, falo um pouco de italiano, mas acho que vou aproveitar para estudar um pouco mais com este curso acima, valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  11. aproveite mesmo andrea e estude, é sempre bom, nunca é demais.rs. Eu e a outra Carla somos primas porém não nos conhecemos ainda.. Afinal Guanais/es é uma família só. entao eu e vc tbm somos. bjus

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...