19/11/2010

Italiano não vive sem carro, vero?

         Sim, praticamente sim! A Itália tem uma das mais altas taxas de motorização do mundo. São 600 veículos para cada 1000 habitantes. Muito maior que a média dos países da U.E. , 463. Os EUA tem um taxa de 760 veículos mas é um país infinitamente maior, com uma estrutura também maior. 
           Um país com tantos carros como é que fica? Bem, muitos usam o carro apenas para percorrer alguns quilômetros até uma estação de trem, estacionar e fazer o trajeto do trabalho, escola, seja o que for, com transporte público. Isso ajuda a não ter tanto trânsito. Mas aqui é engraçado. No centro de Milão se pode ver carros estacionados de qualquer jeito, em cima da calçada mesmo, e por aí vai.



             Talvez porque isso é permitido, a preferência dos italianos são os carros pequenos. De todas as marcas, o que mais se vê são os modelos compactos, como estes exemplos:




           O incentivo é utilizar meios de transporte públicos e não poluentes, bem como a bicicleta. Mas um país que tem um inverno rigoroso, não tem como né?
            Eu e o Tiago estamos sem carro por enquanto aqui. Estamos usando bicicleta, trem, ônibus, etc. Mas já estamos cogitando uma compra o mais rápido possível. Uma porque o transporte público como o trem, tem horários muito limitados, assim como ônibus. Com a bicicleta se sofre de cansaço, frio, e risco de acidente por falta de ciclovias na maioria dos trechos. 
         Moramos a 15 minutos de uma estação de trem, indo a pé, mas como estamos numa região de parque, as ruas são estreitas e algumas nem são iluminadas. Para ir à pé, há trechos sem calçada, então fica complicado principalmente à noite. Ônibus a partir das 8 da noite não tem mais, então nos aventuramos um pouco. 
     Como carro é barato aqui, todos acabam preferindo este conforto. Mas é preciso realmente ter consciência, e trocar o carro por um transporte limpo sempre que possível. Afinal, poluir menos é preciso!
          


7 comentários:

  1. bah essa historia de carro è um dos nossos estresses. Primeiro pq os carros baratos mesmo, aqueles q daria p comprar a vista, de 500 ate 2mil, digamos, sao no maximo euro 2, ou seja alguns ja nao podem circular e os q podem, como o euro 2, parece q so podem circular em determinados locais, e no inverno fica mais restrita ainda a circulaçao.
    Segundo, pq os baratos q dao p comprar a prazo, mesmo com todas as facilidades (entrada zero, juros zero) so parcelam se pessoa tem contrato indeterminado no trabalhpo, q ainda nao è nosso caso.
    enfim, um estresse. Fica aquela novela p ir no mercado com filho pequeno, ja viu ne.

    Eu ja morei numa cidade bem complicada no quesito
    horarios de onibus e trem, dificil mesmo.
    Espero q logo vcs consigam resolver a situaçao ai, bjosss

    ResponderExcluir
  2. É então. Tem essa coisa de não poder circular. Sabe onde se informar de quais carros ou ano de carros e locais que não pode circular? É bom saber antes de sair comprando qualquer pechincha ne?
    Tbm esperamos resolver logo. Queremos um carro também para poder viajar, conhecer outros lugares.
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Allora... è un poco complicato: l'Unione Europea ha definito uno standard di inquinamento delle auto (e non solo) che varia dal Euro1 (anche se in verità esiste anche un Euro0) fino al Euro5. Più il numero è basso più la macchina inquina.

    Poi cosa è successo... le città italiane (tutte) hanno creato una Zona a Traffico Limitato (ZTL), cioè una parte, di solito il centro, dove non tutte le auto possono circolare, ma solo quelle MENO inquinanti. Purtroppo non c'è uno standard unico per tutte le città perchè è il Comune che decide questo, ma in linea di massima con una auto Euro3 puoi essere sicura di circolare quasi in qualunque posto. In ogni caso alcuni Comuni permettono la circolazione di auto inquinanti a patto di pagare una tassa (come dire: se vuoi entrare paghi). A Milano per esempio esiste l'EcoPass. Per maggiori informazioni vai a vedere qui:
    http://www.comune.milano.it/dseserver/ecopass/ingresso_giornaliero.html

    E' ovvio che una auto Euro4 costa molto di più di una Euro2, quindi la scelta di quale auto comprare dipende soprattutto da quanto puoi spendere, ma come avrai visto le auto in Italia sono molto più economiche che in Brasile. Peccato che, come ha detto Dani, per poter fare un finanziamento devi dimostrare di avere un lavoro fisso e non sempre è facile questo. Ma sono sicuro che non avrete problemi.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Carla
    Carro aqui é coisa de maluco. São muitos e buzinam demais para o meu gosto.
    Onde moro o transporte publico é bem administrável e com isto acabo usando-o sempre.
    Espero que vocês consigam rapidinho resolver esta situação a fim de aproveitar melhor a vida por aqui.

    ResponderExcluir
  5. Carla
    Moro no interior e transporte publico aqui tem horarios limitados, geralmente seguem o horario de escola. Ha ciclovias, mas alguns trechos sao peerigosos por serem desertos ou porque atravessam centros de grande trafego de carros. Por todas estas razoes, fica dificil nao ter carro, que acaba sendo um bem de primeira necessidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. É Ju! é isso mesmo, esse o problema. Depender de carro nao queria, mas quem vive sem? rs.. bjus

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...