11/12/2012

Espumantes italianos! "Cin cin!"

Quando se fala em "bolhinhas italianas " (bollicine italiane), a comparação com os franceses é inevitável. Historicamente, a teoria universalmente aceita afirma que os primeiros vinhos espumantes - tecnicametne: vinhos com anidrido carbônico obtido por fermentação - são obras de um monaco francês, Dom Pierre Pérignon, lá em 1670.  Mas, consultando documentos antigos, foi também descoberto que um médico italiano, Francesco Scacchi, já lá em 1622, escrevia de vinhos refermentados na garrafa que tinham propriedades terapêuticas. 
Como já se sabe, não existem dúvidas que os Champanhes franceses tiveram um desenvolvimento no decorrer dos séculos, uma tradição sólida, mas não faz sentido nenhum comparar, pois em casa país que se vai, "bolhinhas" se encontra!



Existem dois métodos de produção do vinho espumante: o método clássico e o método Martinotti. O primeiro, chamado de champenoise, de origem francesa (do então Dom Pérignon), é feita uma segunda fermentação na garrafa, seguido de uma introdução de açúcares e fermentos selecionados. Já o método Martinotti, que leva o nome do enólogo italiano Federico Martinotti, leva uma refermentação por tempo geralmente breve e controlado em autoclave.

Os espumantes vão bem com todos os tipos de prato, existe até um "slogan": bollicine a tutto pasto.
Nenhum outro tipo de vinho é assim tão versátil.

Os espumantes mais famosos da Itália, sendo em qualquer denominação (de pas dosé ao brut), são:

- Franciacorta 
- Prosecco (todos, mas o mais desejado é o DOCG Prosecco di Valdobbiadene)
- Trento 
- Oltrepò 
- Asti 

Mas não dá pra deixar de falar do Oltrepò Pavese e  também do famoso mundialmente Lambrusco, apesar de não ser daqueles mais apreciados por aqui.

A taça ideal??


A - para espumantes secos e produzidos pelo método Martinotti (Prosecco Valdobbiadene, por exemplo)
B - para espumantes jovens, produzidos pelo método clássico. (Trento)
C - para espumantes maduros, produzidos também pelo método clássico. (Franciacorta, por exemplo)
D - para espumantes menos refinados, produzidos pelo método Martinotti. (Lambrusco, por exemplo)

Dezembro, festas, brindes, tim-tim! Em italiano cin cin! Salute!! 

Brindar sempre, e sem se esquecer de olhar nos olhos de quem brinda com você! (será que é assunto pra um outro post??? hahhahhah)

Baci a tutti!



4 comentários:

  1. Bel post, specialmente per chi, come me, ama il buon vino. Non voglio "encher o saco", per il contrario, ma vorrei chiarire che in Italia il "metodo Martinotti" é piu conosciuto come "Charmat", dall'inventore francese che ha progettato l'attrezzatura per fare questo spumante (e questo é strano, dato che noi italiano siamo fondamentalmente in guerra con i francesi quando si parla di vino e di cucina). Inoltre tale metodo é piú indicato per fare spumanti dolci o demi-sec.

    Per il Lambrusco, forse in Italia non é molto apprezzato perché non é uno spumante, ma un vino da pasto (anche se mangiare una amatriciana con del lambrusco amabile sia impensabile).

    E nell'elenco hai dimenticato di citare la Gancia, che é stata la prima, nel 1865, a produrre il primo spumante italiano, che a quel tempo si chiamava "champagne italiano".

    Qui in Brasile é difficile trovare spumante buono. Riesco a trovare un prosecco per circa 35/40 R$, ma non c'é quella grande varietà come in Italia. In compenso trovo il Cereser, uno "spumante" fatto con le mele per 4,80 R$! Non sarà un Prosecco Valdobbiadene D.O.C.G ma sempre meglio che niente!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade Franco. Na fonte de onde tirei o texto (italiano) falava tbm da denominaçao Charmat.. mas como contei a historia do nome Martinotti, deixei só ele mesmo. Já o caso do Lambrusco, onde consultei consta sim como um espumante. A Gancia, nao sabia! obrigada por acrescentar e por comentar! Imagino mesmo que para um amante de vinho, o Brasil é um lugar difícil se nao quer "enfiar mesmo a mao no bolso" ,rs baci

      Excluir
  2. ei Carla, o bando do programa da Capes ja saiu

    http://capes.gov.br/bolsas/bolsas-no-exterior/doutorado

    da uma olhada e se precisar d una mano pode me falar, ok?

    Bju e in bocca al lupo!

    Valeria

    www.meacheemroma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, vou ver.. to tentando pelo CsF... se nao der tento de outro jeito. bjus

      Excluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...