09/12/2014

10 elementos para se reconhecer um romano no restaurante

O Romano é um animal na mesa: o ritual da "magnata" ("comilança") não pode ser trocado por nada no mundo. 
Aqui estão 10 coisas que fazem você perceber imediatamente se a pessoa sentada à mesa ao lado é um romano. 

Alberto Sordi em "Um americano em Roma".

1. A escolha da mesa 
A mais proeminente do restaurante, sempre a melhor e sempre o centro das atenções. Discrição não é tolerada! 

2. Avistamento de amigos 
No restaurante você tem que se sentir em casa ou na praça: acaba de entrar já vai procurando pelos amigos e, assim que os encontra não economiza no volume para chamá-los e cumprimentá-los. 

3. Coloque as coisas claras com o garçom 
“Ahò, io so amico de tizio e caio, trattace bene eh” (Aho, eu sou amigo do tal e do fulano, nos trate bem heim?!).  Ser sempre "o simpático" com os funcionários e acreditar que se é realmente...

4. O olho maior que a barriga
Pedir pouco é um pecado: trio de aperitivos, entrada, prato principal, sobremesa, café e ammazzacaffè.

5. Grandes porções 
A cozinha romana é rica, seja em calorias como nas porções servidas. É um problema se trouxerem à mesa um prato de carbonara com menos de 120/150 gramas de macarrão.

6. A escolha do primeiro prato (carboidrato)
Sem brincadeira: sobre o antipasto se pode, eventualmente, discutir, mas depois há apenas carbonara, cacio e pepe, amatriciana, pajata, gricia ou, no máximo, sugo di coda. 

Carbonara

7. A escolha do segundo prato (proteína)
Exceto em raras ocasiões nas quais se escolhe frutos do mar, para o romano se deve servir carne, especialmente cordeiro, osso buco ou o chamado "quinto quarto", ou então, miudezas (cauda, tripa, vísceras, cérebro e assim por diante).  Acompanhada só com catalonha, alcachofra ou chicória. 

8. Vinho e barulheira
Para (quase) todos os outros, o volume de voz é diretamente proporcional ao nível de vinho tomado. Para o romano não, você o reconhece imediatamente, mesmo quando sóbrio!

9. Ammazzacaffè 
Um ritual para ser feito quando o álcool já está nas alturas. Se canta, se ri, mas acima de tudo, se pede uma rodada de sambuca "con la mosca" (digestivo liquoroso a base de anis, "com a mosca", ou seja, um grão de café dentro).


10. A conta 
À romana, ou seja, dividida igualmente entre todos, sem ficar calculando o que você comeu. Viva a democracia!

Haveria também uma décima primeira na realidade, isto é, o desejo constante de trazer o seu próprio veículo (carro ou moto), quase dentro do restaurante, levando-o a estacionar, por assim dizer, em um lugar "criativo". 

Ah esses romanos! 
Ame-os ou odeie-os!

Vem pra Roma? Reserve seu hotel clicando aqui.

Baci a tutti!




Texto retirado e traduzido do site 2night.it

2 comentários:

  1. Ahahahah, que demais, Carla!!
    Eu amo Alberto Sordi, adoro o sotaque romano (fico rindo sò em ouvir alguèm falar, e na hora reconheço), e essa caracterìstica do olho maior do que a barriga, acho que è "mal de italiano" e de quem tà italianizando, tipo eu. Ahaha
    Aqui pròx a Pavia, descobrimos uma tratoria maravilhosa, cucina casereccia, em que se paga 18 euros no menu degustazione: 6 antipasti + 2 primi + 1 secondo e contorno (todos com bis e tris) + agua+ vinho + doce+ cafè + grappa. Saìmos de là explodindo, atè respirar doia! Ahaha

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade Manu! ahhh! Delicia de vez em quando sair da linha e comer um menuzão completo assim ne? bjus

      Excluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...