13/11/2015

Supermercados econômicos em Roma

Na hora de fazer a compra do mês (ou semanal - como é muito comum por aqui) vale sempre economizar, sem perder na qualidade não é mesmo?

Uma pessoa gasta, em média, 100 euros mensais com alimentação na Itália.

Esse valor, claro, pode aumentar dependendo do estilo de vida (tipo de alimentação) e claro, onde as compras são feitas. Os valores podem variar de mercado a mercado, apesar de não ser uma diferença tão exagerada.

Os clássicos supermercados "Discounts", são menores, com produtos de marcas não famosas (muitas vezes produtores locais, mas também produtos estrangeiros - na grande maioria leste europeu) e por isso, têm bons preços. Outra vantagem por não serem grandes, você não se perde comprando muito supérfluo, tem o básico, com duas ou três marcas de cada produto, portanto, a compra fica mais rápida, sem rodeios e sem exageros. Em Roma os Discounts mais conhecidos são: Todis, Lidl, Tuodì, MD, EuroSpin e DPiù (pelos sites dá pra ver as ofertas de cada um e ter uma noção de preços).


12/11/2015

Como ver o Papa no Vaticano

A maioria dos turistas que vêm à Roma querem também ir ao Vaticano e ter a sorte de ver o Papa mais de perto.

E isso é possível?

Sim!



O Vaticano disponibiliza a agenda oficial do Papa online. Assim, é possível acompanhar e saber onde ele estará ou, quando aparecerá ao público no Vaticano.

Tem alguns dias fixos nos quais o Papa sempre está presente na Piazza San Pietro (salvo quando não está viajando), são eles:

- Angelus - sempre de domingo, ao meio dia. O Papa aparece na janela, de frente à Piazza San Pietro e traz a mensagem da semana. O acesso à praça é gratuito e é aconselhável chegar cedo porque fica lotada.

- Audiência Geral - de quarta-feira e, é necessário ter em mãos o bilhete. Este bilhete é gratuito e deve ser pedido por fax e retirado antecipadamente.

- Celebrações litúrgicas - depende da data comemorativa, o local também pode variar.

Pelo site dá ainda para acompanhar as atividades do Papa de hora em hora e ainda, ver ou ler suas mensagens das semanas anteriores e acompanhar tudo o que acontece no Vaticano.

Se der a sorte de ter uma missa na Piazza San Pietro, ele ainda dá a volta pelo público com o Papa Móvel e dá pra tirar foto de pertinho e pegar na mão dele!

Portanto, de olho na agenda, no relógio e no Papa!

Para católicos e não.

Afinal, Francesco é pop, como nenhum outro.


Quer colaborar com o blog?
Ajude a manter o Sonhos na Itália no ar fazendo uma doação de qualquer valor através do PayPal.

 
Quer colaborar de outra forma? Escreva para sonhosnaitalia@gmail.com
Agradeço a todos!


11/11/2015

A pizza previne o câncer.

Em todo o mundo existem várias pesquisas científicas na busca da prevenção e cura do câncer.

E, na verdade, um grupo de cientistas é capaz de provar qualquer coisa. Porém nesse caso a coisa tem um sentido.

Há algum tempo, um grupo de cientistas italianos fizeram uma comparação de hábitos alimentares com 8 mil pessoas e chegaram a conclusão que comer pizza ao menos uma vez por semana reduz em até 59% a chance de desenvolver câncer no esôfago e 34% na garganta.



A justificativa maior para estes dados estão em dois ingredientes, encontrados principalmente na tradicional pizza “Margherita”, o tomate e o orégano. Sim, segundo pesquisas tanto de cientistas italianos como norte americanos da Universidade “Long Island”, os dois ingredientes junto do azeite de oliva são antioxidante, anti-bacterianos e antiinflamatórios, podendo até prevenir o câncer da próstata, o que segundo estudos, afeta 1 de cada 36 homens no mundo.

10/11/2015

Mammoni - adultos que moram ainda com os pais

Na Itália são chamados de "mammoni" ou "bamboccioni", os adultos que ainda vivem com os pais.

Aqui na Itália é cada vez mais comum sair da casa dos pais cada vez mais tarde.

Quase 66% dos "jovens adultos" italianos, ou seja, pessoas entre 18 e 34 anos, vivem ainda na casa dos pais, uma percentual de quase 20 pontos superior à média de todos os 28 países da UE (48,4%), a mais alta da UE depois da Croácia.

Os dados são do Eurostat do ano de 2014, que mostram que 49% dos jovens italianos entre 25 e 34 anos vivem com a "mamma" confrontado somente com 3,7% dos suecos da mesma faixa etária, 3% dos dinamarqueses e 11,2% dos franceses.

Entre os 25 e 34 anos na Europa, em média 29,2% das pessoas vivem ainda com a família.



As estatísticas permitiram ver as diferenças de hábitos entre a Itália e outros países mas também a insegurança em relação ao futuro, provocada pela crise econômica.

Entre 2007 e 2014 o percentual dos italianos maiores de idade até 35 anos que permanecem em casa com os pais, cresceu 5 pontos, um crescimento muito maior do que os 0,9% da média europeia.

A percentual é particularmente mais alta na Itália em relação ao restante da Europa, sobretudo entre os 25 e 34 anos, ou seja, na faixa etária na qual se termina os estudos e se deveria já a trabalhar e constituir família.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...