15/12/2010

Ser um imigrante na Itália

                Muitos blogs já falaram sobre isso, a Gi falou no "Dentro da Bota" sobre o Dossier Caritas de Imigração, a Bárbara do "Brasil na Itália" falou sobre os brasileiros no mundo, mas vi essa semana um vídeo muito interessante, que vou colocar aqui pra vocês, falando os dados desse Dossier. 



                 Para os italianos (nem todos, ainda bem!), nós imigrantes (com cidadania ou não, sempre seremos imigrantes), estamos roubando o trabalho deles, somos más influências como colegas na escola, somos ladrões e sem educação. Mas não é isso que o dossier mostra. 
                 Antes do vídeo, vejamos alguns dados:

- 7% da população na Itália é composta de imigrantes regulares
- 1% de imigrantes irregulares

- 38,9% têm ensino médio completo (entre os italianos são 39,4%)
- 10,2% têm nível superior completao (dos italianos,12,5% têm diploma superior)
            
             Similar não?
             Hum, vejamos:

- 80% dos imigrantes têm menos que 45 anos de idade ( 50% dos italianos têm menos que 45)
- os 7% da população, que somos nós imigrantes, geram 10% do PIB

            E tem outra: os imigrantes vêm e aceitam trabalhar daquilo que nunca trabalharam no seu país. Aqueles empregos que falam que os italianos não querem, não fazem. Mesmo com estudo, diploma de nível superior, encaram a faxina, a obra, o trabalho pesado em busca de um sonho, um objetivo, ou vários! 
                
                 Vejamos o vídeo (só que está em italiano):

video

              O que precisa acontecer é: os italianos quebrarem esse preconceito (ou conceito) contra os imigrantes. Afinal somos o futuro do país, estamos pagando impostos que garantem a aposentadoria de cerca de 50% da população! Afinal, aqui realmente a maioria é idoso, se não idoso, quase lá! hahaha. Facilitando a integração, todos têm a ganhar. 
                    É isso aí! Baci.

                     

        


10 comentários:

  1. Cada palavra positiva nos deixa forte!
    Obrigada de coração, ando sensivel e a medida que a viagem se torna próxima uma mistura de sentimentos atropelam a razão.
    Adoro passear pelo seu blog e aprender, ver que o mundo é muito maior do q imagino.
    Beijos e muita energia positiva.

    ResponderExcluir
  2. Visite sempre Aline. Energia positiva pra vc tbm. bjus

    ResponderExcluir
  3. Olá Carla,

    Aqui na Alemanha a coisa nao é diferente nao, acredito que isso é um pré - conceito de toda a europa. Aqui existe um departamento de integraco, mas integracao tem que estar na cabeca das pessoas. Enquanto isso vamos lutando e vivendo. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá Carla, como está Milão?
    Pelos seus posts, está indo muito bem... Estou sempre acompanhando seus posts e gosto principalmente dos seus textos sobre campanhas que incentivam as pessoas como da Campanha anti-fumo e do Dia mundial de luta contra a Aids... Parabéns... Ano que vem esgtarei aí...rs

    ResponderExcluir
  5. Tudo ótimo Márcio. Obrigada por acompanhar o blog. Sempre visito o seu também! Boa sorte na sua jornada aqui na Itália. abraços

    ResponderExcluir
  6. Carla, tudo bem?
    Sabe o que acontece tbm, tem imigrantes que não se "interagem" com a cultura do país... muitos vão e voltam sem saber falar a lingua, os costumes... a italia é um país de muita tradição e muitos comuni lutam pra manter essa tradição, aí se sentem "ameaçados".
    Mas como vc disse, tem de tudo... tem o italiano radical e tbm tem o italiano que te adora por ser brasileiro. Tem o imigrante que odeia a italia e os italianos e tem os que amam de paixão...
    Depende das circunstâncias, prevalece um ou outro... e as vezes sentimos isso na pele.
    Baci, a dopo!!! em no máximo um ano estarei aí com minha esposa... obrigatório marcarmos um cafè com vcs!!!! até...

    ResponderExcluir
  7. É verdade Deco! Quando vier avisem! Nos encontraremos com certeza! Feliz Natal pra vcs. Abraços de urso! rs.

    ResponderExcluir
  8. O problema da imigraçao nao esta so na Italia. Tb nos Brasileiros, qdo vimos estrangeiros tomando conta dos nossos hoteis, restaurantes e outras coisas nos sentimos ameaçados, isso é natural, somos todos territorialistas. O importante é faze-los perceber que somos pessoas do bem, e que temos, assim como eles os nossos objetivos e queremos viver em paz.
    Baci!!

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante esse video. Finalmente uma analise baseada em dados estatísticos e nao mais somente em lugares comuns, preconceito e medo do novo. Obrigada por compartilhar! :) Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, e olha que publiquei em 2010. Os dados devem ser ainda mais significativos atualmente. baci

      Excluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...