30/10/2012

Os muros de Milão

Falamos nos últiimos posts da série "Milão dividida" sobre os muros. Existem muitos muros em Milão, muitos ainda intactos como vimos.
Hoje vou falar pra vocês da história desses muros.
Milão foi murada mais de uma vez, em áreas diferentes.
Os  muros são:

- Muros romanos - da época Romana
- Muros medievais - da época medieval
- Muros espanhóis - da época do domínio espanhol.

MUROS ROMANOS

Os muros romanos não foram feitos circularmente, mas sim como um quadrado, o modo que a arquitetura Romana impunha.
Os muros romanos são divididos em:


- muros republicanos - cerca 49 a.C. E foi a primeira vez que a cidade de Milão foi murada. As portas desta muralha eram:   Porta Romana;  Porta Ticinese, Porta Vercellina, Porta Orientale, Porta Jovia e Porta Cumana.

- muros maximinianos - da idade imperial, quando Milão tornou-se capital do Império Romano do Ocidente. Foi então que Maximinano mandou expandir os muros compreendendo um vasto território a leste, e acrescentou mais 2 portas: Porta Nuova e Tonsa al Verziere.



MUROS MEDIEVAIS

De 1156 começou uma reforma da muralha. O novo projeto, previa um fosso, com águas dos rios Seveso e Nirone,  com algumas pontes e portas de madeira. Mas depois de 10 anos, nem isso, Federico Barbarossa destruiu tudo e lá em 1171 recomeçaram uma nova construção. Nada de madeira, mas tudo concreto. Com 7 portas principais: Porta Romana, Porta Ticinese, Porta Vercellina, Porta Orientale, Porta Jovia, Porta Cumana e Porta Nuova, e também outras 1/12 portas menores, chamadas de Pusterla: 
Esse "cinturão" representava o urbanismo final da cidade, o fosso construído e melhorado anos mais tarde, são o que formaram depois a "cerchia dei navigli" (os canais).



 MUROS ESPANHÓIS

A construção da última muralha foi ideia do governador espanhol  Ferrante Gonzaga, em 1546 em nome de Fillipo II da Espanha. A base da ideia era unicamente militar, o muro tinha objetivo de proteger a cidade antiga, os pequenos bairros e áreas cultivadas que poderiam servir de reserva para o desenvolvimento futuro da cidade.
A nova "cerchia dei bastioni" cobria uma parte muito mais ampla da cidade. Os trabalhos começaram em 1549 e só foi concluída 11 anos depois.


Com a conclusão do muro, ficou clara a separação de campo e cidade, limitando as portas de acesso, mas também foi muito admirada pela técnica de construção utilizada, como um ótimo sistema de defesa.

A muralha era constituída de altíssimo muro com torres  e claro as portas, que tornaram-se 11 no total: 
  •  Porta Romana- Porta Tosa, hoje Porta Vittoria
  •  Porta Orientale, de 1860 Porta Venezia 
  •  Porta Nuova 
  •  Porta Comasina, de 1860 Porta Garibaldi
  •  Porta Tenaglia, hoje Porta Volta 
  •  Porta Sempione, antes Porta Giovia, correspondente ao Castello
  •  Porta Vercellina, depois de 1859 ribatizada 'Porta Magenta'
  •  Porta Ticinese, antes com Napoleone chamada  'Porta Marengo' 
  •  Porta Lodovica
  •  Porta Vigentina

Bem, é isso aí!
No próximo post vou falar o que resta dos muros (fora as portas que já vimos nos posts anteriores).
Baci a tutti!

2 comentários:

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...