31/01/2016

Para Roma com amor e com o cachorro!

Roma é uma das cidades mais lindas da Europa e aqui, os cachorros são muito bem vindos.
O que faz dela um roteiro PERFEITO para passar horas de amor com seu melhor amigo pet.
Praticamente em todos os lugares públicos é possível passear com ele desde que ele seja amigável e educado com as necessidades fisiológicas.
Diferente do Brasil, toda a Itália é dog friendly e você não precisa se preocupar se quer viajar e não tem com quem deixar o cachorro, leva ele junto que a diversão é garantida e a emoção de compartilhar lugares novos com seu bichinho é um experiência inesquecível. Imagina você alí, vendo o Fórum Romano, o Coliseu, a praça do Capidólio com seu cachorro do lado? Cada vez que você se deslumbra ele vai abanar o rabinho? Garanto que não tem nada melhor!!!



A grande maioria dos italianos faz amizade quando vê um cachorro se divertindo com o dono e, é quase que obrigatório, quando se vê outro cachorro, parar para que eles se conheçam. Conheço inclusive alguns romanos que dizem bom dia para o cachorro antes de dizer ao seu dono e, é bem comun que se dê lugar no ônibus quando você entra com seu cachorro no colo.

Em Roma, os cachorros podem se locomover em ônibus circulares e metrôs. Se o cachorro é de porte grande, é indispensável o uso da coleira e focinheira quando se está dentro de transporte público. Já os pequenos não precisam disso e, podem ir tranquilamente sentados no seu colo. Em todos os parques existe uma área para cachorros onde geralmente ocorre uma grande festa canina: todos os cachorros correm e se divertem juntos sendo muito raro acontecerem brigas pois estão acostumados desde filhotinhos a frequentarem esses espaços. É lindo vê-los de todos os tamanhos dividindo a mesma brincadeira. Nos parques e praças de bairro, os cachorros também podem ficar fora da área destinadas a eles, desde que com coleiras. Você pode frequentar bares e restaurantes com seu cachorro e até ir a uma loja para provar uma roupa. Eles são muito bem vindos e mesmo que você veja plaquinhas na entrada dos supermercados que impedem a entrada deles na hora das compras, alguns mercados, principalmente os pequenos e de bairro permitem que eles te acompanhem pelos corredores. Roma é cheia de bebedouros de água natural pelas ruas, as famosas “fontane” então, não precisam se preocupar em levar a água deles na mochila e sim, um potinho para que eles possam bebê-la. Roma, tem água de sobra.


O que fazer um final de semana com o seu cachorro em Roma?

Acomodação: A maioria dos hotéis e B&B aceitam cachorros, mas é sempre melhor perguntar antes e se informar se cobram alguma taxa. Geralmente, se o cachorro é de grande porte, cobra-se uma taxa simbólica.

Passeio pelo centro histórico: Você pode passear por todo o centro histórico com ele, mas existem dois lugares onde você pode relaxar e deixá-lo correndo a vontade, por exemplo: da Piazza Navona pode-se chegar ao Castelo Santo Angelo, onde se admira a ponte com esculturas laterais em cima do rio Tibre, lá tem uma área só para cães. Você pode ficar lá durante alguma horas, enquanto ele brinca com outros cães e você escuta músicas dos artistas de rua. Se for visitar a Praça de Espanha, de lá, tem-se acesso ao Parque da Villa Borghese, passeio obrigatório para todos os turistas e ideal para passear com o cachorro entre esculturas, flores, lago e uma galeria de arte.

Passeio fora do Centro Histórico: Appia Antica. A via Appia Antica (a mais antiga da Itália) é uma rua repleta de monumentos antigos que servem como necrópole. Pode-se ver tudo caminhando pelos muitos km da rua parando para fazer pique-nique ou tomar um ótimo aperitivo nos poucos bares e restaurantes que podemos encontrar lá. Como a rua é um museu a céu aberto, a maioria das mesinhas são na rua, lugar garantido para o seu amigo.

Existem outras dezenas de passeios que vocês podem fazer juntinhos em Roma, mas na região central, museu e igreja não pode não, nem no colo. Mas calma, ainda tenho uma boa notícia para fechar a matéria com "chave de osso"! Se quiser uma tarde num museu, vá a Tivoli, cidade pertíssima de Roma (se vai com trem da região) e você pode entrar com ele em dois museus incríveis que são ao ar livre. A Villa D’est e a Villa Adriana. Lá você vai encontrar muitos outros cachorrinhos. Ah, e por favor, nunca se esqueça o saquinho plástico para recolher a sujeira deles, tá?

Divirtam-se muito com ele. Contem depois.
Artigo publicado anteriormente na Comunidade Migreat Brasileiros em Roma.


*Vem pra Itália e quer reservar os hotéis nas cidades que for visitar, de uma maneira fácil, barata e segura? Clique aqui.

ticketbar-rome

Um comentário:

  1. ótimo post, estou pesquisando para saber se vale levar o dog junto passear na Itália.

    ResponderExcluir

Obrigada por participar!
Seu comentário será publicado após a aprovação. :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...